Auxílio emergencial impede que 23,5 milhões caiam na pobreza

Os programas emergenciais adotados pelo governo Jair Bolsonaro para enfrentamento da Pandemia de Coronavírus levaram à redução temporária da desigualdade no Brasil.

O auxílio emergencial, por exemplo, evitou a queda de 23,5 milhões de brasileiros para a região da pobreza.

Outras 5,5 milhões de pessoas tiveram aumento de renda com a ajuda do governo.

As conclusões são de estudos de Rogério Jerônimo Barbosa, da USP (Universidade de São Paulo), e Ian Prates, do Cebrap (Centro Brasileiro de Análise e Planejamento), informa o jornal Folha.

Previsto inicialmente para abril, maio e junho, o benefício foi prorrogado pelo governo até agosto. Com isso, o custo do programa alcança R$ 254,2 bilhões.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Recentes

janeiro 2021
D S T Q Q S S
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31  
Categorias

Na África Lula não é o ‘cara’.

Depois de onze viagens à África, o presidente Lula finalmente parece ter recebido uma homenagem, ainda que involuntária, desta empresa aérea sul-africana, de vôos econômicos,

Leia Mais

Futuro da Lava Jato é incógnita

A morte do ministro Teori Zavascki, num acidente aéreo em Paraty, deixou todo mundo apreensivo. Na condição de relator, ninguém conhecia de operação Lava Jato

Leia Mais