“Ato de covardia”

O petista Wadih Damous diz, olhando para Wesley Batista, que o fato de ele permanecer em silêncio na CPI é um “ato de covardia”.

“É uma pena. O silêncio, em casos como esse, não deixa de ser um ato de covardia. Eu acho que nenhum delator está arrependido de coisa nenhuma.”

O petista acrescentou que Wesley poderia aproveitar a oportunidade para “demonstrar ato de contrição”, uma vez que se diz arrependido.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Recentes

fevereiro 2024
D S T Q Q S S
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
2526272829  
Categorias