Agripino comemora projeto que inscreve Clara Camarão

agripino aponta

Na semana em que o mundo celebra o Dia Internacional da Mulher, o senador José Agripino (RN) comemorou a aprovação, nesta terça-feira (7), pelo Senado, do projeto de lei da Câmara (PLC 69/2013) que inscreve o nome da indígena potiguar Clara Camarão no “Livro dos Heróis e das Heroínas da Pátria”. Agripino foi relator da matéria na Comissão de Educação, Cultura e Esporte (CE) e destacou a importância do projeto para a projeção e o reconhecimento da mulher norte-rio-grandense no Brasil. A matéria segue para sanção presidencial.

“Clara Camarão é um símbolo da história potiguar. Ela representa a força e a determinação da mulher potiguar. Por isso, é tão importante ter seu nome registrado em um documento público como heroína da pátria”, destacou José Agripino. O “Livro dos Heróis e das Heroínas da Pátria” fica guardado no Panteão da Pátria Tancredo Neves, na Praça dos Três Poderes, em Brasília (DF). Quarenta brasileiros já tiveram seus nomes inscritos no livro.

Clara Camarão nasceu, provavelmente, nos arredores de Natal, na segunda metade do século XVIII. Não há registro do local e data da sua morte. Clara pertencia a tribo Potiguar, que habitava à margem esquerda do rio Potengi. Recebeu esse nome ao se batizar e casar com Antônio Felipe Camarão, o índio Poti, da nação potiguar, herói da guerra contra os holandeses. Era conhecida pela força e o espírito guerreiro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Recentes

fevereiro 2021
D S T Q Q S S
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28  
Categorias