Agricultores querem apresentar pauta de reivindicações ao governo

Mais de mil agricultores familiares, de 50 municípios, pretendem se reunir, a partir das 8h de hoje, em frente ao prédio de onde deveria funcionar a Central de Comercialização da Agricultura Familiar, na esquina da Rua Jaguarari e Avenida Mor Gouveia, no bairro de Lagoa Nova.

No local, vão realizar um ato público contra a Central ter sido construída há três anos e nunca ter aberto para a venda dos produtos deles. Em seguida, às 10h, seguirão em caminhada até a Governadoria, onde pretendem ser recebidos pela governadora Rosalba Ciarlini. Eles vão apresentar ao governo uma pauta de ações para o convívio com a estiagem cobrando políticas permanentes para convivência com a seca no semiárido.

Entre as reivindicações está a perfuração de 550 poços tubulares e recuperação de outros 250; implantação de tecnologias para o armazenamento de água para a produção da agricultura familiar, como barreiro trincheira lonado, barragem subterrânea, cisterna calçadão, cisterna de enxurrada e bomba popular. Que o governo viabilize assessoria gerencial, técnica e pedagógica aos agricultores familiares que são beneficiados pelos PAIS (Produção Agroecológica Integrada e Sustentável) e por outras tecnologias de convivência com o semiárido.

Da Tribuna do Norte

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Recentes

junho 2024
D S T Q Q S S
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
30  
Categorias