Levantamento nacional realizado pelo instituto Paraná Pesquisa para esta coluna e o site Diário do Poder mostra que 85,7% dos brasileiros são absolutamente contrários à liberação de presos ou afrouxamento de detenção a pretexto da pandemia de coronavírus.

Apoiam a medida apenas 8,6% do total. Não opinaram 5,6%. Milhares foram soltos sob “temor” de contaminação de covid, por recomendação do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), órgão de controle do Poder Judiciário.

Mais de cinco mil presos foram soltos somente em São Paulo, no ano passado. As estimativas do total no País chegam a 15 mil casos.

A libertação em massa de presos beneficiou até bandidos de alta periculosidade, incluindo chefes do crime organizado nas prisões.

Em São Paulo, chefe do PCC fugiu após ser solto alegando “asma”. Só depois descobriram que ele nunca havia pedido remédios para a doença.

O Paraná Pesquisas entrevistou 2026 brasileiros em 194 municípios dos 26 estados e no Distrito Federal, entre os dias 8 e 12 de fevereiro.

Diário do Poder.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *