Penso, logo existo...

Coquetel de medicamentos indica resultado promissor contra covid nos EUA

Um coquetel de medicamentos ministrado a pacientes com covid-19 em um hospital da Flórida, nos Estados Unidos, apresentou resultados positivos e funcionou em 95% dos casos em que a doença está no início. Os testes ainda são preliminares e o coquetel será agora objeto de um estudo clínico para comprovar sua eficácia contra a doença causada pelo coronavírus. O ICAM, como foi chamada essa terapia em um hospital localizado em Ocala, no centro-oeste do estado, e que pertence ao grupo AdventHealth, é composto por vitaminas, zinco, corticosteroides, anticoagulantes e antibióticos, segundo a entidade de saúde. A plataforma TrialSite News, que compila informações sobre ensaios clínicos na internet, indicou que 100 pessoas que tiveram diagnóstico de covid-19 já se ofereceram como voluntários para o teste com ICAM. A pesquisa conta com o respaldo do Departamento de Saúde da Flórida e do centro de saúde Centro Médico Regional Heart da Flórida. O ensaio clínico foi aprovado pela AdventHealth e começou, segundo a empresa, na última segunda-feira no condado de Marion, que pertence a Ocala. O ICAM foi desenvolvido pela diretoria de farmácia e uma equipe de médicos do hospital de Ocala e fornecido a pessoas hospitalizadas por conta da covid-19 há meses. A combinação de medicamentos não foi testada em pessoas com sintomas leves da doença, apenas em pacientes hospitalizados. “Por 76 dias, nenhum dos nossos pacientes foram transferidos para a unidade de terapia intensiva, nenhuma necessidade de respiradores mecânicos e zero mortes graças a tratamentos como o ICAM ou similar”, disse Carlette Norwood-Williams, diretora de farmácia do hospital AdventHealth Ocala. A especialista indicou que a pesquisa mostra que, com uma “medicação correta” aplicado assim que o diagnóstico é recebido, um paciente com covid-19 pode ter uma melhor resposta à inflamação, “independentemente da idade ou de outras doenças que venha a sofrer”. Isso aumenta suas chances de sobrevivência, explica. Em pacientes que recebem terapia ICAM imediatamente após o diagnóstico, a taxa de sucesso é de 96,4%, de acordo com Norwood-Williams e os colegas. Joe Johnson, presidente e CEO da AdventHealth Ocala, disse em um comunicado que espera que o ICAM seja “um poderoso aliado nas mãos dos profissionais de saúde para combater o vírus” além da comunidade onde foi criado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *