Vereadora do PT pede licença após polêmica sobre show com simulação de sexo

A vereadora Paolla Miguel (PT, na foto de destaque), de Campinas, interior de São Paulo, pediu afastamento temporário de seu cargo no diretório do Partido dos Trabalhadores no último domingo (21/4).

Paolla é acusada de viabilizar, por meio de emenda parlamentar, a festa Bicuda, que ocorreu em 14 de abril no centro da cidade e incluiu cenas de nudez e simulação de sexo oral em um local de acesso aberto ao público.

A vereadora diz que desconhecia apresentações dos artistas e fala em perseguição política.

Segundo informações da Folha de Paulo, Paolla Miguel (PT) teria pedido o afastamento temporário do diretório nacional do Partido dos Trabalhadores após a Câmara Municipal ter aprovado a instauração de uma comissão para investigar o uso de dinheiro público para o financiamento da festa, na quarta-feira (17/4).

O caso também levou a um pedido de abertura de uma ação civil no Ministério Público de São Paulo (MPSP), solicitada pelo deputado estadual Rafa Zimbaldi (Cidadania), para que a cidade fosse ressarcida em R$ 765 mil pelo financiamento do evento.

Metrópoles

Uma resposta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Recentes

junho 2024
D S T Q Q S S
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
30  
Categorias