Vaquejada e corrida de jegue devem ser regulamentadas

A vaquejada e a corrida de jegue poderão ser consideradas como atividades culturais, caso o Projeto de Lei 6298/16, do deputado João Daniel (PT-SE), seja aprovado pelo Congresso.

A proposta, em análise na Câmara, fixa mecanismos para garantir o bem-estar e a saúde dos animais utilizados na vaquejada.

Pelo texto, os animais só poderão participar dos eventos mediante laudo elaborado por veterinários credenciados por órgãos estaduais e federais ligados ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, ou ao Ministério do Meio Ambiente, ou às secretarias de agricultura estaduais e/ou municipais.

IMG_6727

Uma resposta

  1. Aqui não se mostra as causas e consequências, que podem evitar o sofrimento deste animais em vaquejadas, uma vez que os especialistas dizem que são vários os hematomas que acontecem com os animais devidos serem arrastados e jogados no chão com bastante intensidades… Se é porque gera renda financeira, mas por que também não refletimos de forma racional o bem estar do animais, já que nós seres humanos quando sentimos qualquer hematoma desse, logo de imediato vamos um hospital para se livrar da dor… E o animal por quem vai pedir ajuda – e se nós seres humanos inteligentes não podemos refletir sobre isso – e aí que história de solidariedade e humanismo podemos ter em relação a dor do próximo???

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Recentes

março 2021
D S T Q Q S S
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031  
Categorias

A PEC da Bengala…

O ministro do Supremo Tribunal Federal Luís Roberto Barroso é contra a chamada PEC da Bengala, que amplia a idade para aposentadoria dos ministros do

Leia Mais