Trio de acionistas da Americanas diz que não sabia do rombo bilionário da empresa

O trio de acionistas da Americanas publicou uma nota, neste domingo (22), em que diz não ter tido conhecimento das inconsistências contábeis da companhia que levaram ao rombo bilionário da companhia.

Segundo o documento assinado por Jorge Paulo Lemann, Marcel Telles e Carlos Alberto Sicupira, eles estão empenhados “em trabalhar pela recuperação da empresa, com a maior brevidade possível, focados em garantir um futuro promissor”.

Lemann, Telles e Sicupira também disseram que, assim como investidores e credores, tiveram prejuízos como acionistas após a descoberta do rombo. O trio afirmou que acreditava que “tudo estava absolutamente correto”.

O “risco sacado” que levou a Americanas à dívida de R$ 43 bilhões, admitida pela própria companhia, teria sido arrastado por cerca de 7 a 9 anos, segundo Sério Rial, ex-CEO da empresa.

Em entrevista à CNN no início da semana, o presidente da Associação Brasileira de Investidores (Abradin), Aurélio Valporto, afirmou que “é muito improvável” que a antiga diretoria da Americanas e seus acionistas majoritários não tivessem ciência do rombo bilionário nas contas da gigante varejista.

Segundo o documento divulgado neste domingo pelo trio, tanto os auditores da PwC quanto os bancos que mantinham operações jamais denunciaram qualquer irregularidade nas contas da companhia nos últimos anos.

CNN Brasil

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Recentes

dezembro 2023
D S T Q Q S S
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31  
Categorias