Transposição tem DNA de Lula

Dez anos após o ex-presidente Lula dar o pontapé inicial das obras, esboço de um projeto do tempo do Império, em 1877, as águas da Transposição do Rio São Francisco transbordam por canais e começam a chegar a regiões distantes. Sábado passado, moradores de Sertânia, no Sertão do Moxotó, região inóspita, com reservas hídricas esgotadas e chão esturricado, molharam as mãos e os pés, pela primeira vez, com as águas do Velho Chico.

A notícia de que seria possível transportar a água do rio da Integração Nacional para regiões mais secas transformou-se em realidade e, mais do que isso, em esperança para um povo esquecido livrar-se do flagelo da seca e da humilhação de não ter um copo de água para matar a sede. Menos de 5% do potencial hídrico do País estão no Nordeste, que detém entre 12% e 16% das reservas de água doce para atender 22,5 milhões de habitantes.

IMG_6301

2 respostas

  1. Imagino o quanto esse DNA não saiu caro, deu pra comprar muitos triplex e muios sítios…

  2. Triplex e sítio é troco de pão para quem é milionário. O problema é que ainda não encontraram onde realmente foi a gastança do dinheiro do povo. Como não acha, fica remoendo essa besteira de sítio e triplex.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Recentes

fevereiro 2021
D S T Q Q S S
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28  
Categorias

É pouco!

“O Governo do Estado está tratando a UERN a pão e água. Infelizmente.” Foi o que disse Francisco Carlos que é Vereador, professor e presidente

Leia Mais