Trabalhadores em Educação manterão a greve

A assembleia dos trabalhadores em Educação do Estado, realizada na manhã desta quinta-feira (14) decidiu, por unanimidade, a manutenção da greve. Durante os debates nenhuma das falas dos trabalhadores presentes se mostrou contrária à defesa da direção do Sindicato, pela continuidade e fortalecimento do movimento.

A assessoria jurídica do Sindicato entrará com uma ação contra a liminar que determina o início das aulas. Outras decisões ainda estão sendo tomadas pela categoria, que permanece em assembleia.

5 respostas

  1. isso mostra qual o intuito dessa greve e o quanto eles respeitam os alunos, e ainda querem o apoio da população. pergunto devemos apoiar quem age assim? as demais categorias negociaram e chegaram a um acordo e voltaram a trabalhar coisa que esse sindicato não quer por que sabemos qual o intuito dessa greve. sou aluno universitario e vejo a ardua defesa que os professores universitarios fazem do governo federal e dizem que o mesmo não tem condições de dar aumento e eles não são loucos de fazerem greve mas o mais engraçado é dizerem que o estado tem. quer dizer o RN está melhor que o pais?

  2. Eu fico triste, ao ler um comentário como este feito por Luiz Carlos, que se dizendo universitário apresenta uma visão equivocada e limitadissima do que representa o direito de greve e dos moviemtnos dos trabalhadores na educação. Faltaria aqui espaço para tentar mostrar ao universitário as razões do movimento. Dizer ou insinuar que as razões são políticas, nao merece nem comentários, pois deveria saber o memso que esta é a atitude de todo governo que nao tem
    compromisso com a educação. É preocupante quando alguem se dizendo universitáio apresenta tal posição. Fico triste e me faz lembrar o poeta alemão betold brecht que dizia que o pior analfabeto é o analfabeto político. veja o porque:”O pior analfabeto

    é o analfabeto político.

    Ele não ouve, não fala, não participa

    dos acontecimentos políticos.

    Ele não sabe que o custo de vida,

    o preço do feijão, do peixe, da farinha,

    do aluguel, do sapato, do remédio

    depende das decisões políticas.

    O analfabeto político é tão burro

    que se orgulha e estufa o peito

    dizendo que odeia a política.

    Não sabe o imbecil

    que da sua ignorância política

    nascem a prostituta, o menor abandonado,

    o assaltante e o pior de todos os bandidos,

    que é o político vigarista, pilantra, corrupto

    e lacaio das empresas nacionais e

    multinacionais.”

    Caro Luiz Carlos acorde pra vida. talvez ainda aja tempo

  3. alunos de escolas estaduais já se colocam ao lado dos professores e metem o pau na governadora rosa braboleta.estudantes não são alienados.

  4. Eu espero que o nobre universitário Luiz Carlos não esteja cursando algum curso de licenciatura, pois, se afirmativo quando for professor entenderá os motivos da greve e mudará de discurso e de postura.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Recentes

Categorias