TJRN e Ministério Público assinam convênio para evitar violência contra a mulher

assinatura 2Entre as comemorações do Dia Internacional da Mulher, um fato marcou a celebração no Tribunal de Justiça: a assinatura de um convênio entre o Ministério Público Estadual e o Tribunal de Justiça. Iniciativa inédita no país, o Grupo Reflexivo de Homens por uma Atitude de Paz busca conscientizar homens que foram condenados por violência à mulher. Em dez encontros semanais, com duas horas de duração, dez homens participantes discutem o papel da mulher, a violência, as visões distorcidas sobre a masculinidade, além de atitudes que eles deveriam ter em relação à mulher que não seja a agressão e a violência.

O procurador geral de Justiça, Manoel Onofre Neto, afirmou que além da rede de apoio e suporte dado às vítimas da violência, é necessário também um olhar diferenciado sobre o agressor, para romper o ciclo de violência ao evitar um comportamento reincidente.“Este é um problema social complexo e somente por meio de uma atuação conjunta, articulada, conseguiremos alcançar o fim perseguido que é a justiça”, pontuou Onofre Neto.

“Fico feliz pela assinatura deste convênio. Que a ideia frutifique e traga resultados positivos”, afirmou o presidente do TJRN, desembargador Aderson Silvino. Agora, o projeto deve ser estendido para as comarcas de Parnamirim, Mossoró, Caicó e Currais Novos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Recentes

abril 2021
D S T Q Q S S
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
252627282930  
Categorias

É guerra!

A base teria 411 integrantes se todos os deputados das siglas aliadas votassem com o governo. Como o número não se confirma no plenário, “é

Leia Mais