Penso, logo existo...

Tag: gastar

Presidência vai gastar R$ 6 milhões-ano em jardinagem

O documento afirma que o serviço se faz necessário por alguns motivos: segurança para “proporcionar ampla visibilidade das equipes” e “assegurar a adoção de medidas de preservação, conservação e manutenção dos projetos paisagísticos”.

gastar, jardinagem, presidência

Ministérios deixaram de gastar R$ 12,7 bi de verbas autorizadas

Até junho, os ministérios deixaram de gastar R$ 12,7 bilhões em verbas autorizadas, disse hoje (27) o secretário do Tesouro Nacional, Mansueto Almeida. Segundo ele, dos R$ 130,7 bilhões autorizados pela equipe econômica para serem gastos este ano, R$ 118 bilhões haviam sido desembolsados, num processo chamado de empoçamento de recursos.

De acordo com a Secretaria do Tesouro, as emendas parlamentares concentram o maior volume de empoçamento (R$ 2,4 bilhões). Em seguida, vêm os Ministérios da Saúde (R$ 1,9 bilhão), da Defesa (R$ 1,8 bilhão) e da Educação (R$ 1,4 bilhão).

Os encargos financeiros da União, executados em sua maioria pelos Ministérios da Fazenda e do Planejamento, concentram um empoçamento de R$ 1,8 bilhão.

autorizadas, deixaram, gastar, ministérios, verbas

Governo do RN vai gastar R$ 2.933.640,00 com Rio Piranhas/Açu

O Secretário Extraordinário do Governo do Estado do Estado do Rio Grande do Norte, Vagner Araujo, autorizou a contratação da firma  COMPANHIA BRASILEIRA DE PROJETOS E EMPREENDIMENTOS, pelo valor de R$ 2.933.640,00, para prestar consultoria na elaboração do macrozoneamento ecológico da Bacia Hidrográfica do rio Piranhas/Açu.

gastar, governo, piranhas

Potiguares irão gastar mais de R$ 100 com presentes do Dia dos Namorados este an

O Instituto de Pesquisa e Desenvolvimento do Comércio (IPDC) da Fecomércio RN, ouviu 652 pessoas de Natal e 500 pessoas de Mossoró para aferir a intenção de compras para o Dia dos Namorados deste ano. Os questionários foram respondidos entre os dias 15 e 18 de maio em Natal, e nos dias 21 e 23 de maio em Mossoró. Em Natal, 52,5% dos consumidores pretendem presentear seus companheiros no Dia dos Namorados. Já em Mossoró, 47,2% vão às ruas comprar presentes. O número de consumidores em Natal que irão às compras nesta data diminuiu 2,4%. Já em Mossoró o número permaneceu igual, em relação a 2017. Por outro lado, 47,5% dos consumidores de Natal e 52,8% dos consumidores de Mossoró confirmaram que não irão comprar presentes, tendo como as duas principais justificativas: não terem quem presentear (50,3% em Natal e 44,7% em Mossoró); e falta de dinheiro (25,8% em Natal e 31,4% em Mossoró).

gastar, namorados, potiguares, presentes

Continue lendo

Gastar dinheiro faz você sentir dor

Vai doer no bolso. Talvez seja no que você pensou diante de um gasto meio salgado, como um sofá novo para ver os jogos do Brasil na Copa do Mundo. Ou quando recebeu a conta depois do jantar no restaurante. A comida estava boa, mas veio então aquela sensação negativa.

Como consideramos o preço de um celular quando estamos decidindo se vamos comprá-lo ou não? Nos livros de economia, isso depende do custo de oportunidade, aquilo do qual estamos abrindo mão ao fazer uma compra, pesando vantagens e desvantagens. Mas não somos assim tão racionais e nas últimas décadas os estudos de economia comportamental vêm mostrando que existe um preço: ao pagar por algo, nos sentimos mal.

É um recurso para que os gastos não saiam do controle. Temos uma contabilidade mental que separa nossas despesas. É como um livro-caixa em nosso cérebro, avaliando todas as compras para que não fiquemos sem dinheiro. A dor de pagar é uma espécie de guardião para não perdermos o controle, ajudando a escolher prioridades.

dinheiro, gastar, sentir

Só gastar dinheiro

O presidente da Câmara Municipal de Natal (CMN) e da Federação das Câmaras Municipais do Rio Grande do Norte (Fecam/RN), Raniere Barbosa, está em Brasília participando da XVI Marcha dos Vereadores, evento organizado pela União dos Vereadores do Brasil (UVB) para discutir os temas de fortalecimento dos legislativos, bem como o desenvolvimento dos municípios brasileiros.  

dinheiro, gastar

Supremo vai gastar R$ 2,9 milhões para melhorar imagem da TV Justiça

Em meio a discussões sobre corte de gastos públicos, a TV Justiça, emissora pública oficial do Judiciário, pretende colocar em funcionamento a partir de agosto o novo sistema de câmeras em alta definição para transmissão ao vivo das sessões plenárias do Supremo Tribunal Federal (STF). A Corte vai gastar até R$ 2,9 milhões para realizar a troca de equipamentos de captação e transmissão. As sessões são televisionadas no programa Direto do Plenário, às quartas e quintas-feiras, e reprisadas em outros dias durante a programação.

gastar, imagem, justi, melhorar, supremo

STF prevê gastar até R$ 1 milhão em cuidados com carros oficiais

Supremo Tribunal Federal vai contratar uma empresa que ofereça uma rede com lava jatos e oficinas mecânicas para limpeza e manutenção de sua frota de carros. O pregão presencial ocorrerá nesta segunda-feira (19/3), com custo máximo anual estimado em R$ 1.144.273,53. No ano passado, despesas com serviços, incluindo aquisição de autopeças, pneus e lavagem dos veículos oficiais, custaram R$ 292.510,65.

carros, cuidados, gastar, oficiais, preve

Prefeitura de Caicó é recomendada a não gastar com o carnaval

O Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN) recomendou à Prefeitura de Caicó que não realize gastos e despesas com o carnaval este ano, caso a remuneração dos servidores públicos municipais não esteja integralmente quitada. A recomendação foi publicada no Diário Oficial do Estado desta quinta-feira (25).

O documento faz referência ao mês de dezembro de 2017 e ao décimo terceiro salário, além de outras parcelas que possam estar também em atraso. A informação foi encaminhada à 1ª Promotoria de Justiça de Caicó por meio de denúncia apresentada por um servidor público municipal.

Ao mesmo tempo, a recomendação prevê que no caso de a folha de pessoal estar em dia e haver o interesse de realizar a festa, a Prefeitura deve comprovar a adoção de medidas para redução nos custos do carnaval, inclusive nos serviços de mídias, de publicidade, de contratação de artistas, de bandas, de serviços de buffet e de montagens de estruturas de palco e som para apresentações artísticas. Para isso, o gestor municipal deve apresentar um quadro comparativo entre as despesas deste ano com as despesas do ano anterior, de modo a permitir a aferição das reduções promovidas.

Outra alternativa é a busca por parcerias e patrocínios junto à iniciativa privada, a fim de diminuir os custos do Poder Público na realização da festa.

A Prefeitura tem o prazo de três dias úteis para apresentar os documentos que comprovem a adoção de providências visando o cumprimento da recomendação.

Confira aqui a recomendação.

Caicó, Carnaval, gastar, prefeitura, recomendada

Temer decide gastar mais R$ 10 bi para aprovar reforma

O presidente Michel Temer (MDB) fornecerá ao seu articulador no Congresso Nacional, ministro Carlos Marun (Secretaria de Governo, foto), “munição” de R$ 10 bilhões para angariar votos de parlamentares para a reforma da Previdência, revela o jornal Folha de São Paulo. O valor servirá para finalizar obras em redutos eleitorais dos que votarem a favor da proposta do governo. O dinheiro sairia da economia gerada neste ano com a aprovação das novas regras para a aposentadoria.

aprovar, decide, gastar, Reforma, Temer

Senado pretende gastar até R$ 884 mil para reformar estofados de cadeiras

Além de arcar com os salários e os diversos benefícios dos 81 senadores, os contribuintes brasileiros já vão começar o ano de 2018 custeando a reforma de móveis e estofados do prédio principal do Legislativo e das residências oficiais dos parlamentares. A estimativa da Casa é que sejam empenhados até R$ 884,6 mil dos cofres públicos para custear esse serviço, cujo contrato é de um ano. O pregão eletrônico, de menor preço global, está previsto para ser realizado no dia 8 de janeiro.

cadeiras, estofados, gastar, pretende, reformar, Senado

STJ vai gastar R$ 3,9 milhões com carros de luxo

Em 2018, o Superior Tribunal de Justiça (STJ) deve gastar R$ 3,9 milhões com a troca dos veículos oficiais de ministros e desembargadores. Os carros de luxo têm custo unitário estimado em R$ 162 mil pelo próprio órgão. A substituição da frota foi deliberada na sessão do Conselho de Administração realizada no dia 22/11/2017 e aprovada por unanimidade, nos termos do voto da Relatora, ministra Laurita Vaz [aquisição de 23 veículos], sendo 12 veículos incluídos no orçamento de 2017 e os demais, condicionados à disponibilidade orçamentária, previstos para o ano de 2018.

carros, gastar

STJ vai gastar R$ 3,9 milhões com carros de luxo

Em 2018, o Superior Tribunal de Justiça (STJ) deve gastar R$ 3,9 milhões com a troca dos veículos oficiais de ministros e desembargadores. Os carros de luxo têm custo unitário estimado em R$ 162 mil pelo próprio órgão. substituição da frota foi deliberada na sessão do Conselho de Administração realizada no dia 22/11/2017 e aprovada por unanimidade, nos termos do voto da Relatora, ministra Laurita Vaz [aquisição de 23 veículos], sendo 12 veículos incluídos no orçamento de 2017 e os demais, condicionados à disponibilidade orçamentária, previstos para o ano de 2018. A licitação prevê que, além de contar um veículo para cada ministro, a Presidência do Tribunal é atendida com um veículo de representação, o total de veículos a serem adquiridos neste novo processo seria de 24.

carros, gastar

Papa diz que vai ensinar Bibi a gastar dinheiro

papa-custom.jpg

Ao tomar conhecimento de que o prefeito de Caicó, Bibi Costa, tem “boiando? nos cofres da prefeitura mais de R$ 4 milhões de reais, o deputado estadual Vivaldo Costa disparou: Não agüento. Se eu fosse o prefeito já tinha “torrado? o dinheiro todinho em obras. Como é que ele não sabe fazer uso desse dinheiro? Deixe que eu vou ensinar a Bibi, falou o papa, para em seguida disparar sua famosa “gaitada? ( é como ele chama gargalhada ). E concluiu: O prefeito que não sabe onde aplicar os recursos em benefícios para a cidade, não está administrando bem o dinheiro da prefeitura. Não basta juntar dinheiro. É preciso saber usar. O papa foi curto e seco… É… A prefeitura tá nadando em dinheiro… E o prefeito Bibi Costa se defende: Vou usar na hora certa. Aguarde! Eita mundão…

dinheiro, ensinar, gastar