Penso, logo existo...

Tag: financeira

Governo detalha situação financeira de Oiticica ao Ministro da Integração

Na tarde de ontem (09), o Secretário Mairton França voltou a se reunir com o Ministro da Integração, Antônio de Pádua, em Brasília, para tratar das questões orçamentárias da Barragem de Oiticica. Durante o encontro, que contou com a presença de boa parte da bancada federal do RN, o secretário fez uma apresentação geral sobre obra e frisou os fatores financeiros que dificultam sua conclusão, entre eles, a chegada do orçamento ao limite do que está assegurado pelo PAC. De acordo com Mairton, essa situação sustenta a obra por somente mais 3 ou 4 meses. “É necessário um grande esforço político para ampliarmos a carteira de Oiticica no Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), remanejando de outras obras, que estão previstas, mas não serão executadas no programa” frisou ele explicando que inicialmente, a obra estava orçada em R$ 311 milhões, mas as readequações nos projetos, principalmente de cunho social, levantaram uma necessidade de mais R$ 239 milhões. Na ocasião, o secretário reafirmou o pleito feito pelo Governador em outras reuniões no Ministério, no sentido de zerar a contrapartida do Estado que atualmente é de 6,11%. Essa demanda já  se encontra oficializada junto ao Departamento Nacional de Obras Contra a Seca (Dnocs). Como encaminhamento, ficou sugerido que o governador junte a bancada e inicie uma ação política no sentido de convencer o Ministério do Planejamento e o Presidente da República, que seja feito o remanejamento e o ajuste na carteira de Oiticica no PAC, garantindo assim a conclusão do reservatório. Estivaram presentes na reunião os senadores Garibaldi Alves, José Agripino, a senadora Fátima Bezerra, os deputados Walter Alves, Antônio Jácome e Zenaide Maia, além do corpo técnico do MI.

detalha, financeira, governo, integra, ministro, Oiticica, situa

Governo do RN vive mais um dia de expectativa para aprovação de pacote de recuperação financeira

O governo do Rio Grande do Norte vive nesta quarta-feira (31) – penúltimo dia de convocação extraordinária da Assembleia Legislativa – uma nova expectativa de que se seja aprovado parte do pacote fiscal apresentado como solução para a crise financeira que afeta as contas do estado. Cinco projetos estão na pauta.

aprova, expectativa, financeira, governo, pacote, recupera

Fátima abandona luta por ajuda financeira ao RN

A senadora Fátima Bezerra (PT), além de ser contra o ajuste fiscal proposto pelo governo Robinson Faria (PSD), também faltou à reunião da bancada com o presidente Michel Temer (MDB), em busca de ajuda financeira para o Rio Grande do Norte. Pré-candidato ao Governo, Fátima dá sinais de que não tem interesse que as coisas melhorem. Para a candidatura dela, quanto pior melhor.

abandona, ajuda, Fátima, financeira

Fátima não tem proposta para a crise financeira do RN

Ao se posicionar contra o ajuste fiscal para recuperar as Finanças do Estado, a senadora Fátima Bezerra (PT) esqueceu de apresentar uma proposta para obter os mesmos efeitos sem o Novo Regime Fiscal. Ficou só no discurso do contra e mostrou que não tem nenhuma proposta que resolva o problema. Típico do PT. Muito discurso. Pouca ação.

Crise, Fátima, financeira, proposta

IPANGUAÇU (RN) – Prefeitura sem crise financeira

Sem temer a crise financeira que assola o país, o prefeito Valderedo Bertoldo do Nascimento da cidade de Ipanguaçu (RN), autorizou a contratação das empresas abaixo relacionadas, para prestarem serviços a Prefeitura Municipal: AGM SERVICE – Parnamirim – R$ 23.160,00 – Locação de veículo para o Gabinete  do Prefeito – vigência – 104 dias FAST JET CAR LAVA JATO E LOCADORA – Natal – R$ 48.100,00 – Locação de veículo para o Gabinete do Prefeito – vigência – 104 dias NET SYSTEM INFORMÁTICA LTDA – R$ 197.064,00 – Recargas de toners – vigência – 180 dias G D A COMERCIO E SERVIÇOS LTDA – Alto do Rodrigues – R$ 232.668,50 Serviço de troca de óleo – vigência – 180 dias J R DA CUNHA – ME – Macau – R$ 163.570,00 – Locação de estruturas para eventos – vigência – 53 dias OBJETIVA LOCAÇÕES E EMPREENDIMENTOS – ME – Mossoró – R$ 29.617,00 – Locação de estruturas para a eventos – vigência – 55 dias PRIME RENT A CAR – Natal – R$ 24.250,00 – Locação de veículo para a Secretaria de Educação – vigência – 110 dias FIS EMPREENDIMENTOS – ME – iPANGUAÇU – R$ 59.163,00 – Locação de veículo para a Secretaria de Educação – vigência – 110 dias R M DE FIGUEIREDO – ??? – R$ 89.753,20 – Serviços de borracharia – vigência – l65 dias

Crise, financeira, ipangua, prefeitura

AARN cobra deputados estaduais por propostas para crise financeira do RN

A Associação dos Advogados do Rio Grande do Norte (AARN) protocolou ofício nesta terça-feira (2) na Assembleia Legislativa questionando os deputados estaduais sobre iniciativas deles para propor soluções de contenção aos efeitos da crise financeira que atinge o Estado. O documento é endereçado ao presidente da Assembleia, Ezequiel Ferreira, e aos demais 23 deputados da Casa. No ofício, a AARN critica a falta de capacidade do Governo do Estado em adotar medidas que debelem os problemas financeiros e impeçam crises como a deflagrada recentemente na segurança pública. “Embora a atual situação venha sendo anunciada, ao que parece, pouco ou nada se fez para que fosse evitada. Ao contrário, temos um Estado abarrotado de despesas outras que não aquelas essenciais à garantia dos mais básicos direitos dos cidadãos norte-rio-grandenses”, aponta o ofício, assinado pela diretoria da Associação e protocolado na tarde desta terça pela presidente da entidade, Rossana Fonseca, e pela advogada associada Kátia Nunes. O documento prossegue: “Nunca se viu tão grave situação, consubstanciada no não pagamento de salários e total ausência do Poder de Polícia do Estado, causando desta forma pânico e terror à população”.

cobra, Crise, deputados, estaduais, financeira, propostas

Continue lendo

Ensino superior foi marcado pela crise financeira de universidades em 2017

O ano de 2017 começou com muitos desafios para as instituições de ensino superior. Uma das maiores universidades do Brasil, a Universidade Estadual do Rio de Janeiro (UFRJ), anunciou que não iniciaria o ano letivo na data prevista por falta de verbas. Depois, foi a vez da USP, Universidade de São Paulo, divulgar que enfrentava dificuldades financeiras. Por fim, com um corte de aproximadamente 40% do orçamento, as universidades federais se juntaram às estaduais no aperto das contas. O MEC, depois da aprovação da proposta de emenda à Constituição (PEC) que limitou os gastos públicos, teve um contingenciamento de 12% no orçamento total e revisou o corte de verbas das universidades. No início de dezembro foram liberados R$ 290,9 milhões para instituições federais de ensino. Segundo a pasta, em todo o ano, foram repassados R$ 7,5 bilhões.  

Crise, ensino, financeira, marcado, superior, universidades

Bitcoin: novidade financeira traz preocupação ambiental

O bitcoin, uma criptomoeda descentralizada, ou seja, uma moeda digital que não é regulada por nenhum Banco Central, tem atraído olhares dos investidores por sua rápida valorização. A cotação da moeda passou da casa dos 3 mil dólares por bitcoin em agosto deste ano para 16 mil dólares por unidade da moeda digital nesta semana. Com uma valorização tão rápida, muita gente tem se animado a entrar no mundo dos investimentos e colocar algum dinheiro em bitcoins. Mas você já se perguntou qual é o custo ambiental de um bitcoin? Será que o ritmo acelerado de crescimento compensa seus impactos? Sim, uma moeda digital também causa danos ao planeta Terra – assim como o armazenamento de dados digitais causa poluição e desperdício de energia. Os bitcoins não surgem do nada, eles precisam ser produzidos, em um processo chamado de “mineração”. Para gerar novas unidades da moeda, computadores trabalham 24h por dia resolvendo problemas matemáticos, que vão ficando mais complexos com o passar do tempo. A tática foi criada para regular a quantidade de moedas disponíveis no mercado.

ambiental, bitcoin, financeira, novidade, preocupa

Hermano comenta sobre ajuda financeira ao RN

Informo à população potiguar que, enquanto agente público e cidadão, tenho atuado junto às lideranças do meu partido no Congresso Nacional, buscando reforçar o pleito de liberação de recursos financeiros oriundos do Governo Federal para o RN. É tempo de juntarmos forças para amenizar esta crise sem precedentes, que: 1) Tem deixado os servidores estaduais sem os seus devidos salários; 2) Tem prejudicado os fornecedores do Governo do Estado que estão sem receber pelo serviço prestado ou produto fornecido; 3) Tem oferecido à população serviços públicos essenciais – como segurança e saúde – de forma precária; 4) Tem devastado a economia do nosso Estado (como se já não bastasse os efeitos da seca prolongada). Hermano Morais. Deputado Estadual.

ajuda, comenta, financeira, Hermano, sobre

Beto propõe reunião para debater ajuda financeira do Planalto ao RN

Ao ser informado da negativa do Governo Federal em liberar os R$ 600 milhões em ajuda financeira para o Rio Grande do Norte, o deputado federal Beto Rosado (Progressistas) propôs uma reunião entre a bancada do RN em Brasília, o governador Robinson Faria (PSD) e o presidente Michel Temer (PMDB) para debater a situação. “A ajuda do Governo Federal é importante para resolver essa situação lamentável do atraso no pagamento dos servidores. É uma questão emergencial. Precisamos unir forças e pressionar o presidente em busca desses recursos”, declarou o parlamentar. Para Beto, o parecer de um procurador do Ministério Público do Trabalho (MPTCU) não pode ser usado como justificativa para negar ajuda a milhares de servidores que estão passando dificuldades. “Parecer é uma recomendação e não uma decisão. O Governo Federal não pode fechar os olhos diante da situação do nosso Estado”, opinou.

ajuda, debater, financeira, Planalto, reuni

Pesquisa mostra opinião das pessoas sobre a situação financeira familiar

Um levantamento feito entre 1.000 pessoas de todo o país mostrou que 40,3% dos entrevistados acreditam que a situação financeira de suas famílias está melhor neste ano do que no mesmo período do ano passado, enquanto 24,7% consideravam que permanecia igual. Na Pesquisa de Natal da Deloitte de outubro, os que achavam que a situação tinha melhorado eram 37%.A enquete também indica que as pessoas pretendem comprar 4,6 presentes, com expectativa de gastos em torno de R$ 81,70 por item. No total, a estimativa média de gasto com presentes aumentou 10%, ao chegar a R$ 405,20, ante a perspectiva de R$ 367 indicada na pesquisa de outubro.

financeira, mostra, opini, pesquisa, pessoas, situa, sobre

Pesquisa mostra que 40,3% das pessoas acham que situação financeira melhorou

Um levantamento feito entre 1.000 pessoas de todo o país mostrou que 40,3% dos entrevistados acreditam que a situação financeira de suas famílias está melhor neste ano do que no mesmo período do ano passado, enquanto 24,7% consideravam que permanecia igual. Na Pesquisa de Natal da Deloitte de outubro, os que achavam que a situação tinha melhorado eram 37%. A enquete também indica que as pessoas pretendem comprar 4,6 presentes, com expectativa de gastos em torno de R$ 81,70 por item. No total, a estimativa média de gasto com presentes aumentou 10%, ao chegar a R$ 405,20, ante a perspectiva de R$ 367 indicada na pesquisa de outubro.

acham, financeira, melhorou, mostra, pesquisa, pessoas, situa

Adelson, o ganhador, teve uma grande contrariedade financeira

abcd0018-custom.JPGA Câmara de vereadores de Caicó vai homenagear no dia 22 de Julho, uma sexta feira, no período da festa de Santana, diversas autoridades que prestaram ou que prestam serviços ao município, com o título de cidadão caicoense e comenda de honra ao mérito Vila do Príncipe.

Entre estas personalidades está o “maior pão duro do Brasil?. Trata-se de Adelson Medeiros, o Adelson “ganhador?, como é conhecida popularmente essa figura folclórica de Caicó.

A fama de avarento de Adelson é conhecida no Brasil inteiro. Já foi ao programa de Jô Soares e já apareceu no Fantástico da Rede Globo de Televisão. Adelson não liga para a fama de avarento. Diz que é seguro. Que está fazendo um “pezin? de meia para garantir o futuro. Já é dono de vários imóveis em Caicó.

Entretanto continua cortando um palito de fósforo ao meio para acender o fogo duas vezes, é contratado para chorar em velório, enfrenta fila no INSS e cobra pela ficha, faz pagamentos de lojistas e comerciantes nos bancos e outros “bicos?.

Mas, recentemente, teve uma “grave contrariedade financeira? que lhe tirou o sono por várias noites seguidas. Teve que comprar um “paletó? e uma “gravata? para receber o título de cidadão caicoense. É um gasto, mas eu fico feliz, disse envaidecido o pão duro.

E falou mais: Olha, Robson Pires, eu depois vendo o paletó, né? Cê compra?

E finalizou: Xerife, depois dessa entrevista toda eu não ganho nada não?

Ferrou-me em dez paus.

Ah! Adelson véi de guerra!

adelson, contrariedade, financeira, ganhador, grande