Penso, logo existo...

Tag: conta de luz

Mal começou 2015 e brasileiro já paga mais caro em conta de luz

conta de luzOs brasileiros já entraram em 2015 pagando mais pela energia que consomem. Desde quinta-feira, dia 1º, já está em vigor o novo sistema de bandeiras tarifárias e o ano começa com alta de 3 reais por 100/quilowatts/hora (kWh) nas contas de luz. Agora, as distribuidoras são obrigadas a colocar na conta de luz uma sinalização sobre a situação do sistema elétrico descrita por meio de uma cor. Se a bandeira estiver vermelha isso significa que a situação climática está ruim e as empresas estão arcando com custos elevados. Isso custará um adicional de 3 reais a cada 100 quilowatts/hora (kWh) na conta do consumidor final. Se estiver amarela, é um nível intermediário, com alta dos custos, mas não incontroláveis como no cenário vermelho. Neste caso, o custo adicional será de 1,50 real a cada 100 kWh. Por fim, se verde, a bandeira indica que o sistema elétrico está sob controle e não há necessidade de cobrar a mais do consumidor. Na prática, as bandeiras refletirão os custos para se gerar, transmitir e distribuir energia. Fatores como a falta de chuvas, o baixo nível dos reservatórios das hidrelétricas e a necessidade de ligamento das térmicas acabam encarecendo – e muito – os gastos das empresas do setor e serão repassados para os consumidores.

conta de luz

Conta de luz teve reajuste médio de mais de 16% em 2014

conta de luzO ano de 2014 não será lembrado com alegria pelos consumidores de energia elétrica. Com o setor em dificuldades financeiras e a falta de chuvas, que encareceu o preço da energia, os reajustes aplicados nas contas de luz foram altos, chegando a uma média de 16,6% de aumento para os consumidores residenciais. A empresa que teve o maior reajuste na tarifa de energia em 2014, entre as 64 distribuidoras do país, foi a Companhia Energética de Roraima (CERR). O aumento chegou a 54,06%. Também estão no topo da lista a Elektro, de São Paulo, com 35,77%, a Centrais Elétricas do Pará (Celpa), com 34,41%, e a Companhia Luz e Força Santa Cruz (CPFL Santa Cruz), também de São Paulo, com 30,64%. Em 2013, o reajuste dessas distribuidoras não passou de 11%. Todos os anos as companhias passam pelo processo de reajuste das tarifas, para que seja contemplado no preço que é cobrado dos consumidores os custos com a compra de energia e os índices de inflação. Ao analisar o reajuste de cada empresa, a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) leva em conta as despesas que a distribuidora teve para comprar energia das geradoras, ou seja, se a energia naquele ano foi mais cara, isso incidirá na conta de luz dos consumidores.

conta de luz

Conta de luz mais cara em 2015

conta de luzO diretor da Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica), Romeu Rufino, afirmou nesta terça-feira (16) que a agência estuda aplicar um reajuste extraordinário sobre as contas de luz no início de 2015. A operação serve para que os consumidores cubram, por meio do pagamento das tarifas, o déficit deste ano no fundo do setor elétrico ­ chamado de CDE (Conta de Desenvolvimento Energético), estimado em R$ 3 bilhões. Do blogue: Precisa dizer no bolso de quem vai pesar?

conta de luz

Conta de luz fica mais alta em 2015

reducao-da-conta-de-luz-sera-menor-que-a-prevista-diz-ministerio-368d5033e0e278a7034ced02b97db3fa-g-300x246A conta de luz deve ficar cerca de 2,6% mais alta no ano que vem. Em entrevista à Bandnews FM, o ministro interino de Minas e Energia, Márcio Zimmermann, diz que o aumento será diluído em três anos. Em 2016, o reajuste será de 5%, e em 2017, de 1,4%. O ministro garante ainda que o Brasil está livre de um racionamento elétrico. Sobre a estiagem, em especial no sudeste, Márcio Zimmermann destaca que outras regiões garantem o abastecimento elétrico dos estados: “O Brasil possui a vantagem de ter um sistema elétrico interligado do norte ao sul. São Paulo é uma cidade dependente de uma bacia, mas, enquanto ocorre a seca nessa região, chove na região sul. Então a região sul abastece a sudeste”.

conta de luz

A partir de 2015, conta de luz terá novo encargo

reducao-da-conta-de-luz-sera-menor-que-a-prevista-diz-ministerio-368d5033e0e278a7034ced02b97db3fa-g-300x246A diretoria da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) aprovou nesta quinta-feira as regras para aportes e empréstimos às distribuidoras de energia e criou um novo encargo chamado de Conta de Desenvolvimento Econômico (CDE). O repasse desses custos para a conta de luz dos consumidores será feito no prazo de dois anos, a partir de fevereiro de 2015. O reajuste decorrente dos empréstimos é estimado por técnicos do setor elétrico em 10% .

conta de luz