STJ afasta multa e desobriga Google de monitorar informações em redes sociais

imagem_google_apps_final
Não há no ordenamento jurídico brasileiro nenhum dispositivo legal que obrigue a Google Brasil, como provedora, a monitorar antecipadamente os conteúdos que serão disponibilizados pelos usuários de suas plataformas de relacionamento virtual, como o extinto Orkut, pois isso configuraria ‘censura prévia à livre manifestação em redes sociais’.

A afirmação é da ministra Nancy Andrighi, relatora de recurso em que a Terceira Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ) considerou que seria impossível a Google cumprir a exigência de manter monitoramento prévio das mensagens de um usuário que publicou ofensas no Orkut contra a reputação de outro usuário. Os ministros afastaram a multa aplicada em sentença contra o provedor.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Recentes

março 2021
D S T Q Q S S
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031  
Categorias

Jair Bolsonaro na Paraíba em maio

O deputado federal Jair Bolsonaro deve retornar à Paraíba em breve, se depender de convite. A deputada estadual Eliza Virgínia (PSDB) convidou pessoalmente, na tarde

Leia Mais