Semarh vai planejar pacto entre usuários de águas e órgãos gestores

A coordenadora de gestão de recursos hídricos da Semarh, Joana D’arc Medeiros, representou o órgão durante audiência do Centro de Estudos da Câmara de Caicó, nesta segunda-feira (03), lembrou que todas as reivindicações serão encaminhadas à Agência Nacional de Águas (ANA), já que os rios Sabugi e Seridó são de domínio da União. “Para começarmos a atual de forma mais efetiva. A sociedade precisa entender que estamos administrando um período de escassez, para que todos usem com mais cuidado a água”, disse a coordenadora.

A Semarh pretende atuar em duas linhas: curtíssimo prazo para diminuir os efeitos atuais da estiagem e outra pensando em longo prazo na estruturação da região para futuras secas.

“De imediato, vamos planejar um pacto entre usuários de águas e órgãos gestores, para que possa dar pulsos de vazão nos rios, ou seja, aumentar em determinados momentos e diminuir em outros. Em longo prazo, é importante a implantação da barragem de Oiticicas”, explicou Joana D’arc.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Recentes

agosto 2021
D S T Q Q S S
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031  
Categorias

Renegociação!

Boa notícia para os produtores rurais da região Nordeste, norte de Minas Gerais e Espírito Santo, que integram a área de atuação da Sudene: o

Leia Mais