03/dez/2016

Temer convida, mas PSDB recusa vaga na Secretaria de Governo


Por Robson Pires, em

AÉCIO E TEMER

Após o pedido de desligamento de Geddel Vieira Lima da Secretaria de Governo, o presidente Michel Temer ofereceu a articulação política ao PSDB. Entretanto, a legenda, que defende maior participação no governo, rejeitou a proposta. Os tucanos avaliam que o posto é desgastante e preferem atuar junto ao PMDB com protagonismo na formulação da política econômica. As informações foram divulgadas pelo Estadão neste sábado (3). De acordo com o jornal, entre as possibilidades apresentadas a Temer está a de o PSDB assumir o Ministério do Planejamento em uma reforma ministerial prevista para o início de 2017. Hoje, o cargo é ocupado por Dyogo de Oliveira.

O problema é que aliados do presidente temem um “jogo duplo” da legenda tucana. Em caráter reservado, membros da base aliada destacam que o receio é que o PSDB rompa com o governo em 2017 no caso de a economia continuar estagnada “e a popularidade do presidente muito baixa – o que poderia comprometer o projeto do partido para 2018, ano da sucessão presidencial”. A matéria destaca ainda que “são recorrentes as reclamações que os tucanos estariam enviando sinais trocados”. “De um lado fazem juras de lealdade, mas de outro criticam a condução da economia”, ressalta o jornal.

“Não existe alternativa para o PSDB a não ser o governo dar certo. Não há aposta em plano B. Vamos ajudar o presidente Michel até o final a fazer essa travessia”, destaca Aécio Neves, presidente nacional do PSDB.


Nenhum Comentário Até o Momento, Seja o Primeiro a Comentar!

Deixe o seu comentário!

Twitter Facebook Instagram E-mail

  • 00
  • :
  • 00
  • :
  • 00
Terça, 11 de Agosto de 2020


Buscar no Blog



Fan Page. Curta!





Calendário

agosto 2020
D S T Q Q S S
« jul    
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031