‘Se o MP não tomar uma atitude, vira piada’, diz Romário sobre CBF

romario copaA denúncia de que parte do cachê pago à Confederação Brasileira de Futebol (CBF) para amistosos da seleção brasileira ia para empresas com sede nos Estados Unidos e registradas em nome de Sandro Rosell, atual presidente do Barcelona, “é mais uma prova de que a CBF é uma das instituições mais corruptas do planeta”. A avaliação é do campeão mundial de 1994 e hoje deputado federal Romário (sem-partido, foto abaixo), que tenta emplacar na Casa uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar a entidade.

Para o deputado, diante da denúncia, cabe ao Ministério Público investigar o caso. “Se o MP não tomar uma atitude com uma denúncia como essa, vira piada”, afirmou em entrevista ao Broadcast Político. “Chega de roubo e de ficar fazendo sacanagem. Com o dinheiro que era desviado para contas de terceiros, eles podiam fomentar muito melhor o esporte amador e o esporte feminino”, criticou ao Estadão. “Chega de roubo e de ficar fazendo sacanagem”.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Recentes

Categorias