Sandrismo está praticamente fora do pleito em Mossoró, diz jornal

laire_sandra

A Gazeta do Oeste destaca que a formalização da denúncia feita pelo Ministério Público Federal contra a ex-deputada federal Sandra Rosado, bem como a ex-deputada estadual Larissa Rosado e o ex-deputado federal Laíre Rosado praticamente exclui o chamado “sandrismo” do processo sucessório do próximo ano.

O trio, líder de um dos núcleos políticos da família Rosado, acusado de montar um esquema de corrupção direcionado única e exclusivamente desviar recursos da União destinados à Fundação Vingt Rosado e que, segundo dados disponibilizados publicamente pelo Ministério Público Federal, o total dos desvios comandados por Laíre, Sandra e Larissa Rosado, em valores atualizados, pode chegar a mais de 2,7 milhões.

O “sandrismo” estava trabalhando fortemente no sentido de construir uma aliança com o “rosalbismo”, agrupamento político liderado pela ex-governadora Rosalba Ciarlini (PP). No entanto, com a decisão anunciada pelo Ministério Público Federal na semana passada, os próprios rosalbistas começam a colocar “areia” em uma eventual paz pública envolvendo sandristas e rosalbistas. Na sexta-feira mesmo, quando o MPF anunciou a denúncia contra o trio, o deputado federal Beto Rosado (PP) tratou de afastar a possibilidade de recomposição do seu grupo com o sandrismo.

Além de atuar no sentido de firmar aliança com os tradicionais adversários rosalbistas, a ex-deputada Sandra Rosado estava articulando a sua postulação à vereadora em 2016, substituindo o atual vereador Lahyre Rosado Neto. Agora, com a denúncia oferecida, resta apenas o vereador como opção do grupo, mesmo com o desgaste sofrido em seu mandato.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Recentes

maio 2021
D S T Q Q S S
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031  
Categorias