Rombo no Banco do Nordeste supera R$ 2 bilhões de reais

O Ministério Público Federal do Ceará suspeita que o rombo no Banco do Nordeste do Brasil, na gestão do ex-presidente Roberto Smith, entre 2003 e 2008, supere os R$ 2 bilhões. Auditores do Tribunal de Contas da União e da Controladoria-Geral da União estão em maratona de reuniões com procuradores para mapear empresas e beneficiários. O MPF-CE já acionou o ex-presidente e mais dez dirigentes pela fraude.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Posts Recentes

Categorias