Rombo na Saúde de Natal é de até R$ 200 milhões

O portal G1 de Notícias destaca os Ambulatórios Médicos-Especializados (AMEs), implementados e fechados pela ex-prefeita de Natal, Micarla de Sousa (PV), não serão reabertos pelo prefeito empossado nesta terça-feira (1º), Carlos Eduardo (PDT). A informação foi confirmada por Cipriano Maia, que tomará posse na tarde desta quarta-feira (2) como novo titular da Secretaria Municipal de Saúde (SMS).

Sob a argumentação de que o modelo de funcionamento dos AMEs é importado e não atende integralmente ao que preconiza o Sistema Único de Saúde (SUS), Cipriano Maia confirmou que a Rede Municipal de Saúde passará por um processo de reestruturação e que contará com a oferta de profissionais multidisciplinares nos postos de saúde e policlínicas.

Além disso, em um balanço preliminar elaborado pela equipe de transição do prefeito Carlos Eduardo, foi identificado que as dívidas deixadas pela antiga gestão da SMS poderão chegar aos R$ 200 milhões. “Os restos a pagar poderão variar entre R$ 150 milhões e R$ 200 milhões de um orçamento que poderá chegar aos R$ 550 milhões este ano, cuja maior parte corresponde às transferências do SUS. Não temos como detalhar, ainda, o tamanho do rombo. Visto que, conseguimos as informações somente através dos empenhos dos restos a pagar”, comentou Cipriano Maia.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Posts Recentes

junho 2022
DSTQQSS
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930 
Categorias