Rei da Espanha pede socorro à América Latina

O jornal espanhol El País descreveu ‘quase como uma súplica’ os elogios do rei Juan Carlos à América Latina durante a XXII Cúpula Ibero-Americana. ‘O mundo é hoje muito diferente do que existia quando iniciamos as cúpulas ibero-americanas há pouco mais de duas décadas. A Ibero-América está em ascenção. O continente cresce, caem os índices de pobreza e há maior coesão social’, disse o rei de uma Espanha arrasada pela crise aos outros 16 chefes de e Estado e governo reunidos em Cádiz.

Juan Carlos admitiu, em seguida, que ‘deste lado do Atlântico, temos visto surgir situaçõs difíceis causadas pela crise econômica e financeira. Nossas atenções se voltam para vocês. Precisamos da Ibero-América’, disse o rei, que espera ‘compartilhar a experiência’ dos latino-americanos no combate à crise.

As coisas mudaram que tal forma que o primeiro-ministro espanhol, Mariano Rajoy, levou bronca do presidente equatoriano, Rafael Correa, ao explicar as medidas de austeridade, dizendo que os setores mais vulneráveis da população, entre eles 400 mil equatorianos, foram protegidos. ‘É um primeiro passo, mas o problema segue sendo muito grave’, comentou Correa.

Os chanceleres reunidos na cúpula concordaram com a necessidade de medidas de austeridade, mas argumentaram que elas não levarão ao fim da recessão sozinhas. A declaração final da cúpula destaca, inclusive, o compromisso de aplicar políticas contracíclicas, ao contrário do que a União Europeia tem feito.

Da América Latina, ficou a promessa de oportunidades de negócio para empresas em construção e expansão, além da oferta de trabalho para jovens em formação técnica superior.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Recentes

maio 2024
D S T Q Q S S
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031  
Categorias