Reajuste dos combustíveis pressiona tarifas de ônibus

O aumento do preço do diesel cria mais pressão sobre as tarifas de ônibus urbanos, congeladas desde janeiro, quando deveriam ter ocorrido os últimos reajustes anuais previstos nos contratos de concessão das maiores cidades do país. O peso do combustível nas passagens de ônibus é de aproximadamente 20% e, segundo Associação Nacional das Empresas de Transporte Urbano (NTU), o impacto do novo preço do insumo, anunciado pela Petrobras, na última sexta-feira, será de 1,91%. Entretanto, os empresários alegam que o aperto é bem maior e justificam que alta do combustível acumulada no ano é de 17%, o que gera um impacto nos custos de 4,05%. Esse foi o terceiro reajuste concedido neste ano.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Recentes

outubro 2021
DSTQQSS
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31 
Categorias