Quase 700 mil brasileiros no exterior devem votar no domingo, alta de 39%

Segundo informações do Ministério das Relações Exteriores (MRE), dos 4,4 milhões de brasileiros vivendo no exterior, 697.084 estão aptos para votar para escolher o próximo presidente do Brasil – para quem vive em países estrangeiros, só é possível votar para esse cargo.

Baseada em dados do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), a Agência Senado informa que o número é 39,21% maior que o registrado nas eleições de 2018.

Em 2022, os brasileiros poderão escolher o chefe do Executivo em embaixadas, consulados e repartições diplomáticas espalhadas por 159 cidades de 97 países.

Atendendo a um pedido do TSE, o MRE abriu locais de votação em 21 cidades onde não há embaixadas ou consulados.

Ao todo, serão 989 urnas eletrônicas no exterior e 29 urnas de lona para locais onde há entre 30 e 99 eleitores aptos.

O Código Eleitoral prevê como condição para a criação de mesas de votação no exterior o número mínimo de 30 eleitores. As missões diplomáticas ou repartições consulares comunicarão, aos eleitores votantes no exterior, o horário e o local da votação.

Ainda segundo a Agência Senado, Lisboa, capital portuguesa, é a cidade com maior quantidade de brasileiros aptos a votar, com 45,2 mil eleitores.

Logo em seguida, vêm Miami e Boston, ambas nos Estados Unidos, com 40,1 mil e 37,1 mil eleitores, respectivamente. Também há muitos brasileiros em Nagoia, no Japão, com 35,6 mil brasileiros, e em Londres, na Inglaterra, com 34,4 mil.

Segundo os dados do MRE, as mulheres são maioria do eleitorado no exterior, representando 58,54%. A maior parte dos eleitores tem entre 35 e 44 anos.

O TRE do Distrito Federal é responsável por organizar a votação no exterior, com apoio de consulados e missões diplomáticas nos respectivos países.

g1

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Posts Recentes

novembro 2022
DSTQQSS
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
27282930 
Categorias

Marcela Temer para Ministra!

Edison Lobão é advogado e jornalista. Não sabe trocar uma lâmpada. É o ministro das Minas e Energia, tendo permanecido no cargo. Garibaldi Alves Filho

Leia Mais