Projeto de Lei de Walter Alves estimula paternidade

O deputado estadual Walter Alves deu entrada hoje (28), no Projeto de Lei que prevê que os cartórios fiquem obrigados de comunicar os registros de nascimentos sem identificação de paternidade à Defensoria Pública e ao Ministério Público. As informações devem conter todos os dados repassados no ato do registro de nascimento, inclusive o endereço da mãe do recém-nascido, seu número de telefone, caso o possua, e o nome e endereço do suposto pai, se este tiver sido indicado pela progenitora na ocasião do registro.

Para Walter essa Lei caso aprovada caminha lado a lado com programa Paternidade Responsável, adotada pelo Governo do RN lançado neste ano pela governadora Rosalba Ciarlini.

“A legislação prevê a garantia da presença do pai no registro civil, um dos mais básicos direitos de cidadania, tendo o Estado o dever de fazer valer este direito. Este projeto tem como objetivo fazer com que a Defensoria Pública do Estado seja cientificada em relação aos casos de crianças registradas sem o nome do pai, para que, dentro de suas atribuições institucionais, possa aquele órgão interpor as competentes ações de investigação de paternidade em favor das crianças, em conjunto com as atribuições do Ministério Público Estadual”, declara Walter.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Posts Recentes

dezembro 2022
DSTQQSS
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031
Categorias

Encenação com Fátima Bezerra

Essa ‘briga de comadres’ dos sindicatos com o governo do Estado do Rio Grande do Norte não passa de encenação. A governadora Fátima Bezerra continua

Leia Mais