Presidente eleito da Câmara de Natal prega independência

Tribuna do Norte – A posse dos atuais 29 vereadores de Natal junto com a eleição da nova Mesa Diretora da Câmara Municipal (CMN), ontem, retratou muito mais um distanciamento que uma aproximação do legislativo com a gestão do prefeito Carlos Eduardo Alves (PDT). Isso porque já se sabe que o nome de Albert Dickson (PP), o vitorioso no pleito, nem de longe era o preferido da cúpula governamental.

Albert vai compor a presidência do legislativo junto com os vereadores Júlio Protásio (PSB), Maurício Gurgel (PHS), Chagas Catarino (PP), Franklin Capistrano (PSB), Ubaldo Fernandes (PMDB), Dickson Júnior (PSDB) e Adão Eridan (PR). Ele já avisou: “nossa relação com a Prefeitura será de independência”. Fato raro, uma vez que os presidentes dos últimos legislativos da capital têm mencionado a ligação com a administração municipal na condição de “parceria”. Essa palavra em nenhum momento foi mencionada pelo novo presidente da CMN.

Albert somou 21 dos 29 votos dos parlamentares. Hugo Manso (PT), considerado o candidato de última hora de Carlos Eduardo, contabilizou apenas cinco, enquanto que a professora Amanda Gurgel (PSTU) obteve três. Os discursos dos vereadores na defesa dos grupos concorrentes se reproduziam inflamados e a sessão, que estava prevista para ser concluída por volta das 17h, se prolongou até às 20h.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Recentes

outubro 2021
DSTQQSS
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31 
Categorias