Prefeitura de São Gonçalo cumpriu, em 2009, ação de nepotismo da gestão passada

A Ação Civil Pública ajuizada pelo Ministério Público Estadual contra o Município de São Gonçalo do Amarante/RN e o ex-prefeito Jarbas Cavalcanti, desde 2007, foi recentemente sentenciada e vedou a prática de nepotismo no executivo municipal.

De acordo com a decisão do juiz Odinei Draeger a Prefeitura de São Gonçalo do Amarante teria que exonerar, em um prazo de cinco dias, os nomes citados na ação, inclusive o de Ana Maria de Albuquerque Cavalcanti, mãe de Jarbas e atual coordenara do Sine-SETHAS, do governo do RN.

Segundo o Procurador-Geral de São Gonçalo do Amarante, Leonardo Braz, o município se antecipou a decisão da Justiça, exonerando todos os acusados de nepotismo, desde 1º janeiro de 2009, data da posse do atual prefeito Jaime Calado.

“Lamentavelmente, a administração anterior alimentou esses casos de flagrante desrespeito a lei que exige impessoalidade na nomeação dos cargos. Os servidores identificados pelo Ministério Público como nepotismo foram exonerados, anteriormente, pela gestão atual”, enfatizou Leonardo.

A Ação Civil Pública está em trâmite perante a 1ª Vara Cível da Comarca de São Gonçalo do Amarante-RN (n.º 0002877-38.2007.8.20.0129).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Recentes

abril 2021
D S T Q Q S S
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
252627282930  
Categorias