Policiais e governo tentam resolver crise na segurança no RN

Com as atividades paralisadas desde 19 de dezembro, policiais militares e civis e bombeiros militares do Rio Grande do Norte estão reunidos nesta terça-feira (9) com vereadores de Natal, a fim de apresentar suas reivindicações. Paralelamente, outros líderes das três corporações tentam, desde as 8h de hoje, resolver impasses com a secretária da Segurança Pública e da Defesa Social, Sheila Freitas.

Os poliicias e bombeiros suspenderam parte de suas atividades após o atraso do pagamento de salários e em protesto contra as condições de trabalho e decidiram, ontem (8) à noite, manter o movimento. Embora os salários de novembro tenham sido pagos, estão pendentes o de dezembro e o 13º salário.

Membros da Associação dos Cabos e Soldados da Polícia Militar do Rio Grande do Norte iniciaram, às 10h (11h de Brasília), uma assembleia, no Clube Tiradentes, em Natal, para expor o que foi discutido com o governo estadual na noite de ontem.

O presidente da associação, Roberto Campos, disse à Agência Brasil que entidades representativas das três categorias organizaram um documento listando 18 reivindicação e afirmou que “nenhuma delas pede nada além das condições básicas para prestar serviço à sociedade”. “O governo realmente sucateou toda a estrutura de segurança. O pouco que se fazia era feito se os policiais dessem um jeitinho. Na hora que pararam de dar um jeitinho, o sistema travou. Nosso movimento é extremamente pacífico, somos homens ordeiros”, enfatizou Campos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Recentes

março 2021
D S T Q Q S S
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031  
Categorias

Uma desgraça

A BR 427 que liga Acari a Jardim do Seridó está uma desgraça com tanta buraqueira no treco. Riscos de acidentes e de ocasionar seríssimos

Leia Mais

Vergonha de quê?

Tem candidato com outro candidato fazendo campanha eleitoral no Rio Grande do Norte cortando as fotos que são encaminhadas para a mídia.

Leia Mais