Polícia indicia Thor Batista, filho de Eike Batista, por homicídio culposo

Quase dois meses após o acidente que terminou com a morte de um ciclista, a polícia indiciou o estudante Thor Batista, filho do empresário Eike Batista, por homicídio culposo, quando não há intenção de matar. A informação foi antecipada com exclusividade pelo RJTV nesta sexta-feira (11). Segundo o inquérito, Thor dirigia de maneira imprudente e a 135 km/ h no momento do acidente.

O inquérito será entregue ao Ministério Público na segunda-feira (14). Os promotores vão decidir se ele será denunciado ou não à Justiça.

Os advogados Márcio Thomaz Bastos e Celso Vilardi, que defendem Thor Batista, contestam o laudo da perícia. A defesa disse que é impossível compreender como os peritos chegaram à velocidade de 135 km/h. Os advogados esperam que o inquérito seja arquivado.

Em 17 de março, Thor atropelou o ciclista Wanderson Pereira do Santos, na Rodovia Washington Luís, na altura de Xerém, na Baixada Fluminense.

Para o delegado responsável pelas investigações do caso, Mário Roberto Arruda, da 61ª DP (Xerém), o laudo pericial sobre a velocidade de Thor no momento do acidente foi decisivo para o indiciamento. De acordo com o documento, o estudante estava a 135 km/h no momento do atropelamento. O limite na rodovia é de 110 km/h.

De acordo com o depoimento de testemunhas, pouco antes do acidente, Thor Batista dirigia em zigue-zague. Ele ultrapassou um ônibus e um carro pela direita, o que é proibido. Em seguida, segundo a investigação, voltou para a pista da esquerda e logo depois houve o choque com o ciclista.

A força do impacto foi tão grande que o corpo do ciclista Wanderson Pereira dos Santos foi arremessado a 65 metros de distância.

G1

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Recentes

junho 2024
D S T Q Q S S
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
30  
Categorias