Pnad: volta a misérias revoltantes, novas e antigas

654075-970x600-1

É Natal. Ou Black Friday. Vamos reservar pelomenos 10% do tempo do nosso estresse natalino para sentir um pouco da culpa tradicional.

Vamos pensar nos 10% mais pobres do Nordeste, ainda uma tradição ou lugar-comum em termos de miséria: o décimo mais pobre dos nordestinos vive em média com uns R$ 3 por dia. Não dá para o cafezinho em padaria de São Paulo.

Por algum tempo, a gente parou de prestar atenção a essas estatísticas, que aparecem a cada ano quando começa o clima opressivo das festas. São os números da Pnad anual do IBGE, que saíram na semana passada.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Recentes

janeiro 2022
DSTQQSS
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031 
Categorias

Nova pirâmide na praça

A pirâmide alimentar do brasileiro está passando por mudanças. À tradicional configuração de alimentos, base do Guia Alimentar do Ministério da Saúde, foram inseridos novos

Leia Mais

Trump contra Covid-19

A FDA, equivalente americano da Anvisa, concedeu neste sábado autorização de emergência para o tratamento experimental com anticorpos produzido pela Regeneron. O medicamento foi dado ao

Leia Mais