PF investiga uso de próteses dentárias para compra de votos na PB

A Polícia Federal apura o uso de próteses dentárias, material de construção e dinheiro para compra de votos durante as eleições no município de Massaranduba, no Agreste da Paraíba. A operação cumpriu oito mandados de busca e apreensão, na manhã desta quinta-feira (11).

As ordens judiciais foram autorizadas pela 16ª Zona Eleitoral de Campina Grande.

Cerca de 20 policiais federais participaração da Operação Manilkra, nome científico da árvore Massaranduba, uma referência ao município em que foram cumpridas todas as medidas judiciais.

De acordo com a PF, a investigação começou após uma notícia de crime. Conforme o apurado, um candidato a vereador, mediante o auxílio de terceiros, teria oferecido, a eleitores, em troca de votos, benefícios tais como próteses dentárias, material de construção e dinheiro.

Os investigados podem responder pelos crimes de associação criminosa (art. 288 do Código Penal – Pena de reclusão de 1 a 3 anos) e compra de votos (art. 299 do Código Eleitoral – Pena de reclusão de até 3 anos).

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Recentes

dezembro 2021
DSTQQSS
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031 
Categorias