Petistas divididos sobre consequências do mensalão

20120803123457 cv Mensil Petistas divididos sobre consequências do mensalão“O escândalo é de 2005. Depois disso o partido enfrentou três eleições (2006, 2008 e 2010) e continuou crescendo. Porque vou achar que terá tanta influência negativa agora?”.

A afirmação é de um dos ministros petistas, com larga experiência política, apenas admitindo que por causa do envolvimento de José Dirceu, José Genoíno e João Paulo Cunha, terá algum efeito nas eleições no Estado de São Paulo. Segundo Ilimar Franco, na sua coluna do Globo, a oposição acredita que o PT sofrera danos eleitorais severos em decorrência do julgamento do mensalão.

Os profissionais de marketing se dividem sobre o tema. Os próprios candidatos petistas temem os efeitos negativos de eventuais condenações. O ex-presidente do PT, que comandava o partido quando explodiu o escândalo do mensalão, e assessor do Ministério da Defesa, José Genoino, está de férias desde terça-feira. Réu, resolveu sair do ar durante o primeiro mês do julgamento.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Recentes

fevereiro 2021
D S T Q Q S S
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28  
Categorias

Assim não

O Palácio do Planalto ficou extremamente irritado com o que considerou um estardalhaço sem precedentes feito pela Polícia Federal na divulgação da Operação Carne Fraca,

Leia Mais

Só complicou. Nada mais!

Qual foi o ganho para os servidores grevistas da Saúde e dos docentes da Universidade do Estadual do Rio Grande do Norte (UERN) a invasão

Leia Mais