Para Felipe Maia, insegurança jurídica resultou no fracasso do leilão de rodovia

felipe projetoCom dificuldade de destinar recursos para obras importantes que impulsionem o crescimento do país, o governo federal promoveu um plano de concessões de infraestrutura para atrair investimentos da iniciativa privada. Entretanto, a insegurança jurídica afastou os investidores e o leilão da rodovia BR-262, considerada atrativa pelo grande tráfego de veículos, foi um fracasso e não houve empresa interessada.

De acordo com o deputado Felipe Maia (DEM), em discurso na Câmara, nesta quinta-feira (19), o governo do PT tem um conflito shakespeariano em “ser ou não ser” incentivador das concessões, considerando que antes demonizava as privatizações e concessões e agora, por incapacidade de gestão, acolheu essa ideia. “O governo hoje depende das privatizações para conseguir sair do baixo crescimento econômico, mas possui má-vontade com a iniciativa privada. Então, cria uma relação de precisar, mas maltrata o concessionário”, afirmou.

Todos os nove trechos rodoviários que vão a leilão estavam no Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), alguns aguardando recursos desde 2007. “O governo do PT não consegue tirar obras importantes do papel. Falta habilidade, não consegue planejar e executar. Não sabe fazer o país crescer e não sabe repassar esta incumbência àqueles que gostariam de investir no Brasil”, disse o parlamentar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Recentes

abril 2021
D S T Q Q S S
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
252627282930  
Categorias

É só política!

Em 2003, a então deputada federal Fátima Bezerra (PT) era a favor da Reforma da Previdência, proposta pelo então presidente Lula (PT), e o então

Leia Mais

A lista da Odebrecht

A Odebrecht não está preocupada com o atraso na homologação das delações premiadas. O que realmente importa para a empreiteira, segundo o Valor, é a

Leia Mais