Ovo de Páscoa acusado de promover bullying é retirado do mercado

102191

O bullying chegou às prateleiras dos supermercados, segundo a Secretaria Estadual de Proteção e Defesa do Consumidor do Rio. O órgão determinou que os ovos de Páscoa Bis Xtra+Chocolate sejam retirados dos mercados por conterem uma embalagem polêmica: o consumidor pode personalizá-la com adesivos que têm o objetivo de “sacanear” o amigo, promovendo o bullying.

Os ovos, fabricados pela Mondelez Brasil com a marca Lacta, contém a frase “Personalize a embalagem com adesivos e sacaneie seu amigo”. Entre os adesivos estão “morto de fome”, “nervosinho”, “fanfarrão” e “exibido (a)”. Para o órgão, a campanha publicitária do produto e a mensagem transmitida em sua embalagem incentivam a discriminação entre crianças e adolescentes, o que vai contra o artigo 37 do Código de Defesa do Consumidor.

Por meio da Autarquia de Proteção e Defesa do Consumidor do Rio (Procon-RJ), a secretaria determinou que as vendas do ovo ficarão suspensas até que a mensagem da embalagem seja alterada e deixe de conter textos de incitação ao bullying.

O processo foi aberto a partir de notícia veiculada em jornais e protestos nas redes sociais. De acordo com o Procon-RJ, os gerentes dos estabelecimentos que forem visitados pelos físicas serão responsáveis por informar a todas as filiais da rede em que trabalham sobre a suspensão da venda do produto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Recentes

abril 2021
D S T Q Q S S
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
252627282930  
Categorias

Comércio varejista cresce no RN

Apesar da crise econômica, o comércio varejista tem tido recordes consecutivos de crescimento. Os Shopping estão crescendo e investindo em novas ampliações. Também estão contratando

Leia Mais

Trump ‘peita’ a justiça

Decisão de tribunal de manter suspenso decreto migratório de Trump estabelece limites ao poder do presidente, que reagiu chamando a ordem judicial de “vergonhosa”.

Leia Mais