Os bons não estão calados

Por Josenildo Carlos

josenildo Os bons não estão caladosA história nos ensina que é num acontecimento trágico que um povo, uma sociedade se redime, se supera e melhora após um grande baque.  Numa catástrofe natural, como enchentes e terremotos, as pessoas afloram em solidariedade e buscam vencer as dificuldades.

Quando morre um líder, o vazio de sua falta impulsiona as gerações seguintes a seguirem os valores defendidos por ele. E quando um membro respeitável de uma comunidade é calado à força, suas idéias ressoam nas vozes dos que permanecem vivos.

O assassinato de Martin Luther King, por exemplo, acabou sendo um marco decisivo na luta pelos direitos humanos e dos negros nos EUA. A partir dali, o vergonhoso racismo no país berço das liberdades individuais começou a ser enterrado.

Transportando este pensamento para os dias difíceis que os caicoenses ora passam, em face da morte do radialista F. Gomes, mesmo diante da tristeza e indignação é possível regozijarmos com o lado bom que a tragédia acabou por mostrar.

Apesar dos tempos incertos que vivemos, com um olhar de desconfiança sobre a própria sociedade atual, em que, vez por outra beira a desesperança, está sendo reconfortante perceber como a esmagadora maioria do povo caicoense está do lado do bem.

A demonstração de apoio que a população deu a F. Gomes após sua morte é um sinal inequívoco que, em Caicó, o bem é força superior ao mal e que a cidade pode vencer a proliferação de bandidos pé de chinelo e de colarinho branco.

Felizmente, nossa sociedade, imprensa e autoridades estão dando a resposta esperada num momento como este. Temos por dever, justiça e, sobretudo prevalência dos valores que defendemos, ressoar a voz que foi calada.

O momento é de lembrar e ecoar uma célebre fala de Luther King, para que as vozes do bem de agora continuem para sempre. Disse ele: “O que me preocupa não é o grito dos maus. É o silêncio dos bons”.

4 respostas

  1. Quero aqui parabenizar as mais claras palavras do amigo e jornalista JOSENILDO CARLOS, que hora pronuncia o seu sentimento de tristeza, indignação, vazio que hj passa dentro dos meios do jornalismo norteriograndense, pela pêrca do F Gomes.

  2. palavras que devem reconfortar todas as pessoas de bem de caicó e do nosso seridó. f. gomes era um exemplo que nao deve ser esquecido e devemos ecoar a voz dele.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Recentes

março 2021
D S T Q Q S S
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031  
Categorias

Campo Redondo tem nova prefeita

O prefeito de Campo Redondo, Alessandru Alves (PROS), embarcou para Brasília onde participará da XX Marcha em Defesa dos Municípios, que acontece a partir desta

Leia Mais