Número de casos de assédio moral e sexual no trabalho em 2023 supera a soma das denúncias de 2021 e 2022

As denúncias de assédio moral e sexual em 2023 foi maior que nos dois anos anteriores. Segundo o Ministério Público do Trabalho, no ano passado foram 15.127 casos contra 14.035 em 2021 e 2022 somados (8.188 em 2022 e 5.847 em 2021).

Os casos de assédio moral representam a maioria das denúncias de 2023, com 13.743 registros.

Veja os números:

O assédio no ambiente de trabalho é caracterizado como toda conduta abusiva e repetitiva que causa humilhação, constrangimento, discriminação e desrespeito a um trabalhador. A advogada especialista em compliance de gênero Mariana Covre explica que os casos não acontecem apenas entre níveis hierárquicos (chefe x subordinado), mas podem ocorrer também entre colegas de trabalho do mesmo nível.

A conscientização dos colabores em relação a qualquer conduta excessiva explica o aumento dos casos. “Na medida em que as organizações, sejam elas empresas ou órgãos públicos, passam a ser mais cobradas de treinar pessoas, capacitar suas lideranças, manter cartilhas informativas e canais de denúncias, mais as pessoas sabem reconhecer se estão ou não sendo assediadas e o que fazer, onde e como denunciar”, disse Mariana.

A Controladoria Geral da União aconselha que antes de fazer uma denúncia sobre assédio, seja sexual ou moral, é importante que o denunciante tente obter provas do assédio contra si, como mensagens, vídeos ou conversas, para facilitar a apuração da conduta irregular.

R7

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Recentes

julho 2024
D S T Q Q S S
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031  
Categorias