Nova fase da Lava Jato mira operadores de propinas do PMDB

image

Sob boatos de esvaziamento, a Operação Lava Jato avança sobre o esquema de corrupção comandado por apadrinhados do PMDB, na Petrobras. A 38ª fase deflagrada nesta quinta-feira, operação Blackout, tem como alvos principais os lobistas Jorge Luz e seu filho Bruno Luz, considerados operadores de propinas do partido.

O juiz federal Sérgio Moro, dos processos em primeira instância da Lava Jato em Curitiba, decretou a prisão dos lobistas, que são suspeitos de terem ligação com o senador Renan Calheiros (PMNDB-AL).

Os dois são investigados por corrupção, lavagem de dinheiro e evasão de divisas, em contratos na Diretoria Internacional da Petrobras, que era cota do PMDB no esquema de fatiamento dos postos chave da estatal entre partidos da base de governo – que incluía ainda PT e PP.

Uma resposta

  1. Muito bandido roubando o dinheiro do povo que conseguiram quebrar o país, vamos fechar esse congresso por que sua maioria são assaltantes e assassinos de pobres.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Recentes

março 2021
D S T Q Q S S
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031  
Categorias

O PR ficar neutro? Nunca!

Consta uma versão de que o PR do pré-candidato a deputado federal João Maia avalia a possibilidade de “ficar neutro‘ nas eleições deste ano. Não

Leia Mais

PGR denuncia Agripino Maia ao STF

A procuradora-geral da República, Raquel Dodge, denunciou o senador José Agripino Maia (DEM-RN) e mais duas pessoas pelos crimes de associação criminosa e peculato por

Leia Mais