11/abr/2018

Vereadora do Rio morta por “grupos paramilitares”


Por Robson Pires, em

Marielle Franco deve ter sido assassinada por paramilitares.

“O uso de pelo menos um projétil especial na morte de Marielle e Anderson”, diz O Globo, “reforça a suspeita de que, nas palavras de um investigador, ‘há DNA de um grupo paramilitar no crime’ (…).

Especialistas examinaram nove cápsulas, sendo oito do lote UZZ 18, vendido pela CBC e distribuído para todo o país. Um único projétil faz parte de um carregamento importado, e, de acordo com investigadores, tem características especiais, semelhantes à de uma outra cápsula de um homicídio que aconteceu fora da capital, na Região Metropolitana do estado (…).

Em setembro do ano passado, Cláudio Chimaru da Silva, conhecido como Du Borel, foi morto em Estância de Pendotiba. Segundo o inquérito do caso, 17 cápsulas calibre 9mm foram encontradas no local do crime. Dezesseis pertenciam a lotes vendidos pela CBC à Polícia Federal; uma, ao UZZ 18.

Du Borel era gerente do tráfico na comunidade Risca Faca. Uma testemunha do crime contou que ele foi sequestrado, torturado e morto após ter aplicado um golpe em PMs e no chefe da quadrilha local, Alberto Pietro da Silva Baunilha, o Gorilão, que está preso.”


Nenhum Comentário Até o Momento, Seja o Primeiro a Comentar!

Deixe o seu comentário!


Twitter Facebook Instagram E-mail

  • 00
  • :
  • 00
  • :
  • 00

Terça, 23 de Outubro de 2018


Buscar no Blog



Fan Page. Curta!



No Twitter



Calendário

outubro 2018
D S T Q Q S S
« set    
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031