21/set/2019

Servidores do Detran elaboram contrapropostas


Por Robson Pires, em

Em assembleia ocorrida em Natal, os servidores do Departamento Estadual de Trânsito do RN (DETRAN-RN) elaboraram um documento contendo contraproposta que deverá ser entregue ao Governo do Estado na próxima semana. A categoria está em greve há 13 dias e reivindica a revogação do decreto 29007, realização de concurso público e reposição salarial.

A assembleia desta sexta-feira ocorreu após uma reunião entre os servidores e o Governo do Estado, realizada na última quarta-feira (18). Essa reunião ocorreu após uma série de protestos dos servidores, solicitando um posicionamento do Governo em relação à pauta de reivindicações da categoria.

A elaboração do documento contendo a contraproposta ocorreu em parceria e sob a condução de dirigentes do Sindicato dos Servidores da Administração Indireta do RN (SINAI-RN). A expectativa é que nesta segunda (23), a contraproposta seja encaminhada por meio de ofício ao Executivo. No documento, o sindicato vai pedir uma nova audiência com vistas a levar a posição dos trabalhadores e dar sequência às negociações.

Iniciado em 9 de setembro, o movimento objetiva a revogação do decreto 29.007, que retira a autonomia da autarquia, a realização de concurso público, o reajuste salarial e o pagamento das três folhas em atraso dos aposentados e pensionistas da autarquia. Os servidores pedem ainda melhorias nas condições de trabalho, principalmente em relação à estrutura das sedes do órgão.

De acordo com os servidores, o último concurso para servidores ocorreu no ano de 2010. Por esse motivo, existe um déficit de funcionários em todas as unidades do Detran do Estado. Os servidores pedem ainda o fim dos contratos com empresas terceirizadas, bem como uma auditoria nos contratos já existentes.

“Para agilizar o quanto antes um concurso, entendemos que as providências precisam ser tomadas neste ano para realização do referido certame em 2020. O governo programou um concurso para o Detran-RN em 2021, segundo relatório da Sead. Cobramos que o concurso na autarquia deverá ser realizado, no máximo, em 2020”, informa a pauta de reivindicação dos servidores.

Em relação ao reajuste salarial, a categoria reivindica o ganho real de 15%. “Reivindicamos as perdas do período entre maio de 2016 a abril de 2019 que, pelo INPC do IBGE, chega a cerca de 10%. Solicitamos ainda ganho real de 15%. O governo, até agora não apresentou nenhuma proposta. Em reunião com o subsecretário, houve entendimento de se solicitar um simulado da folha para aferir o impacto financeiro”, informa o documento.

Devido à greve dos servidores, alguns serviços do órgão estão paralisados, enquanto outros estão funcionando com precariedade. Devido os funcionários terceirizados, comissionais e cedidos, os serviços não estão completamente paralisados. Os servidores lembram que a greve foi a última forma encontrada pela categoria para forçar uma negociação com o governo.


1 Comentário

  1. M.D.R. disse:

    O funcionalismo está correto, greve geral, quando a GOVERNADORA era OPOSIÇÃO nestas alturas já estava mobilizando paralisações em HOSPITAIS,ESCOLAS,TRANSPORTES e SECRETARIAS tudo pelo bom funcionamento e SALÁRIOS dignos,até por que o funcionalismo já vem aproximadamente 10 anos sem reposição salarial e para completar ñ estamos vendo nenhuma ação por parte do GOVERNO PT, para botar em dias as folhas de 2018.”NOVEMBRO, DEZEMBRO e DÉCIMO TERCEIRO tudo atrasado.”RECURSOS TEM” já começou imitar Ex-governador ROBISON FARIA.

Deixe o seu comentário!

Twitter Facebook Instagram E-mail

  • 00
  • :
  • 00
  • :
  • 00
Quinta, 21 de Novembro de 2019


Buscar no Blog



Fan Page. Curta!





Calendário

novembro 2019
D S T Q Q S S
« out    
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930