17/nov/2017

Promotoria do Patrimônio Público entra com ação para impedir saques do fundo previdenciário do RN


Por Robson Pires, em

Ministério Público do Rio Grande do Norte entrou com uma ação na Justiça, nesta sexta-feira (17), para impedir que o Instituto Previdenciário do Estado (Ipern) possa sacar recursos que restam no Fundo Financeiro do Estado (Funfir), com a finalidade de pagar salários de aposentados e pensionistas. Cerca de R$ 321,3 milhões – o que resta deste fundo, que sofre saques desde dezembro de 2014 – estão em aplicações de longo que prazo, que se vencem entre 2019 e 2021, em sua maioria. Para sacá-los, o estado teria que pagar uma multa de cerca de 40% ao banco que administra as aplicações financeiras.

do G1


2 Comentários

  1. Medeiros disse:

    O MP junto com o TJ deveria também repassar o excedente que está sobrando em suas contas. Tudo isso pra ajudar o pagamento dos salários dos funcionários públicos que estão em atraso.

  2. pedro disse:

    O Ministério Público só faz isso por que os salários deles estão em dia.

Deixe o seu comentário!


Twitter Facebook Instagram E-mail

  • 00
  • :
  • 00
  • :
  • 00

Sábado, 20 de Outubro de 2018


Buscar no Blog



Fan Page. Curta!



No Twitter



Calendário

outubro 2018
D S T Q Q S S
« set    
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031