Penso, logo existo...

Partidos têm crescimento de até 330% no número de candidaturas em 2020

A cada eleição, os partidos que despontam como expoentes no pleito trocam de lugar e assumem novos postos. Mesmo as siglas tradicionais assistem o número de candidaturas aumentarem ou diminuírem. Em 2020, algumas siglas tiveram altas que variam de 100% a 330%.

Neste ano, o Podemos — antigo PTN — e o PSL tiveram a maior alta no número de postulantes aos cargos de vereador, prefeito e vice-prefeito. Na ponta contrária da esteira, Democracia Cristã — antigo PSDC— e o PV. É o “elevador eleitoral” que muda as posições a cada disputa.

Os dados fazem parte de uma comparação do Metrópoles, com base em informações compiladas e divulgadas pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) nas eleições de 2016 e de 2020.

O PSL, antigo partido do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), teve o maior ganho em número real de candidaturas: 11.593 — aumento de 110,1%. A sigla passou de 9.791 candidatos em 2016, para 20.627 este ano.

Em seguida, o Podemos viu suas candidaturas crescerem em 110,6%. Saltou de 9.791, no pleito anterior, para 20.627 na disputa eleitoral deste ano. Saldo positivo de 10.866.

Outros destaques são PSD e PP que aumentaram em mais de 30% seus números. O primeiro passou de 29.421 em 2016, para 39.617 este ano. O segundo, pulou de 28.031 há quatro anos, para 38.381 agora.

Encolheram

Na ponta contrária dos partidos que mais tiveram ganhos, pelo menos em termos de candidaturas, o PV foi o partido que mais assistiu a expressividade diminuir. A sigla que defende causas ambientais perdeu 4.719 candidatos no mesmo período. Encolhimento de 27,8%.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *