Penso, logo existo...

O que o padre Ivanoff Pereira fez é uma “indecência”, diz vereador

bispo_ivanoff Em discurso na tribuna da Câmara Municipal de Caicó, nesta segunda-feira (26), o vereador Leleu Fontes destacou as denúncias de ilegalidade quanto aos recebimento dos vencimentos pelo servidor do Poder Legislativo, padre Ivanoff da Costa Pereira (de branco atrás do bispo Antonio Carlos de azul). “Quando fui presidente dessa Casa, não tive condições de suspender imediatamente o pagamento desse servidor ou demiti-lo, pois ele estava à disposição da prefeitura”, disse Leleu. “Minha posição é clara. Eu sugeri a sindicância, suspendendo imediatamente o salário até que as coisas sejam devidamente esclarecidas. Isso é uma indecência. Não podemos permitir que caso dessa natureza  fique debaixo do tapete. Um servidor que faz muito tempo vem se aproveitando para receber de forma ilegal, mas que se esconde debaixo da batina de padre”, completou o vereador.

Robson Pires

Brasileiro Radialista e Jornalista!

Comentários (6)

  • Valeriano Alves

    Sou um leitor do Blog do Roson Pires, e recomendo a todos os meus amigos que sempre que possível, acessem, visto que a informação é dada com “COERÊNCIA E RESPONSABILIDADE”.

  • Amigo Robson, por isso que eu não vou mais a Igreja, os Padres e Bispos pecam mais do que todo mundo. O dever de Padre Ivanofe é devolver o dinheiro que ele recebeu desonestamente aos cofres públicos. A sociedade de Caicó está de olho!

  • Robson,a sociedade exige uma explicação do comportamento desse Padre, com a palavra o Senhor Bispo?

  • Se de fato essas denuncias forem verdadeiras, eu pergunto a quem tem competência para responder. Quem é responsável pelas nomeações e fiscalização dos expedientes ?

  • Na minha opiniao náo é questão de religiao e sim de carater e personalidade. A religião seja catolica ou evangelica não pode ser penalizada por ovelhas negras nas igrejas e sim combate las.

  • Silvan Batista Teixeira

    Bom dia, Robson. Estão errados: a câmara, a prefeitura e o padre.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *