Penso, logo existo...

Municípios de Tibau e Ruy Barbosa têm contas bloqueadas por não pagamento de precatórios

A Presidência do TJRN determinou o sequestro de valores nas contas do Município de Tibau, por não efetuar o pagamento dos Instrumentos Precatórios Requisitórios (IPR), que são as dívidas contraídas pelos entes públicos, com pessoas física e jurídica. O bloqueio será efetuado pelo BACENJUD, cujos valores deverão ser transferidos a uma conta judicial, os quais serão pagos aos respectivos credores pela Divisão de Precatórios da Corte potiguar. O atraso no pagamento e que gerou a decisão é decorrente do pedido do juiz coordenador da Divisão de Precatórios, Bruno Lacerda, para que fosse realizada a autuação do incidente de bloqueio e sequestro de valores, em observância ao disposto nos arts. 33 a 34-A da Resolução CNJ nº 115, de 29 de junho de 2010, acatada pelo presidente do TJRN, desembargador Cláudio Santos. Decisão semelhante também atingiu o municípios de Ruy Barbosa, o qual pediu a suspensão do ato, já que teria acordado um parcelamento da dívida de precatórios junto ao Tribunal Regional do Trabalho da 21ª Região (TRT/RN), alegando ainda que o bloqueio alcançou verbas ditas “carimbadas”, referentes a obrigações legais quanto às áreas de saúde e educação.

Robson Pires

Brasileiro Radialista e Jornalista!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *