Penso, logo existo...

Justiça do Trabalho do RN já viabilizou R$ 33,3 milhões desde o início da pandemia do novo coronavírus

A Justiça do Trabalho do Rio Grande do Norte viabilizou, desde o início da pandemia do novo coronavírus, mesmo em trabalho remoto, o pagamento de R$ 33,3 milhões. Os recursos foram pagos a partes (reclamantes e reclamados), advogados e peritos e destinados à Previdência Social, ao Imposto de Renda e a ações para conter o avanço da Covid-19. Desse total, mais de R$ 15 milhões serão usados para a aquisição de equipamentos e para a compra de insumos, por parte do Governo do Estado, das prefeituras de Natal e de Parnamirim, da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) e da Liga Contra o Câncer. Os números foram obtidos a partir dos relatórios de execução das Varas do Trabalho de Natal e do interior do Estado, dos Centros Judiciários de Solução de Conflitos e Cidadania (Cejuscs) e da Divisão de Inteligência (Dint) do Tribunal Regional do Trabalho da 21ª Região (TRT-RN). “A Justiça do Trabalho tem atuado de forma unida e efetiva para amenizar a crise e salvar vidas. A viabilização desses valores é resultado do esforço de magistrados e servidores para possibilitar ao Estado e à sociedade uma melhor condição de enfrentamento, minimizando os efeitos da pandemia no RN”, declarou o presidente do Tribunal, desembargador Bento Herculano. Os mais de R$ 15 milhões já destinados a ações de combate à Covid-19 colocam o TRT-RN como um dos três tribunais regionais do país que mais colaboraram financeiramente para conter a pandemia. O Tribunal da 21ª Região só fica atrás do de Campinas e do de Minas Gerais. O levantamento é do Conselho Nacional de Justiça (CNJ).

Robson Pires

Brasileiro Radialista e Jornalista!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *