21/jan/2017

Heineken poderá comprar Brasil Kirin


Por Robson Pires, em

Brasil-Kirin

A Heineken admitiu, pela primeira vez, que está em negociações para a compra dos ativos da Brasil Kirin. Conforme adiantou o Estado, as negociações ocorrem desde julho de 2016. Agora, segundo fontes de mercado, o acordo poderia ser fechado nas próximas semanas.

No comunicado, porém, a Heineken afirma que, embora as conversas existam, não há garantias de que o acordo sairá. Em nota sobre o assunto, a Kirin informou que “está revisando todas as opções relacionadas a uma potencial transação” envolvendo o Brasil.

Pessoas próximas ao negócio esperam que a japonesa Kirin, que pagou mais de R$ 6 bilhões para ficar com as marcas e as fábricas da Schincariol entre 2010 e 2011, saia do Brasil com forte prejuízo. A expectativa é que o valor pago pela Heineken seja pelo menos 50% inferior ao desembolso de seis anos atrás.

Depois da compra pela Kirin, as antigas marcas da Schin perderam participação de mercado. A operação brasileira passou a consumir caixa e levou a Kirin Holdings ao primeiro prejuízo global desde sua fundação. Por isso, mesmo com a expectativa de perdas, a ordem da matriz seria sair do Brasil.

O Estadão


Nenhum Comentário Até o Momento, Seja o Primeiro a Comentar!

Deixe o seu comentário!

Twitter Facebook Instagram E-mail

  • 00
  • :
  • 00
  • :
  • 00
Sábado, 19 de Outubro de 2019


Buscar no Blog



Fan Page. Curta!





Calendário

outubro 2019
D S T Q Q S S
« set    
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031