31/jul/2011

Festa de Santana de Caicó recebe neste domingo Título de de Patrimônio Cultural Imaterial do Brasil


Por Robson Pires, em

A secular Festa de Sant’Ana de Caicó, celebrada há 263 anos na capital do Seridó potiguar, ganha motivo extra para se orgulhar: durante a programação de encerramento hoje, o evento receberá o importante título de Patrimônio Cultural Imaterial do Brasil, reconhecimento concedido pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional.

A solenidade de entrega da condecoração terá a presença do bispo Diocese de Caicó, Dom Manuel Delson Pedreira da Cruz, e do prefeito Bibi Costa, que irão receber o título das mãos de representantes do Iphan. Essa é a terceira manifestação religiosa a integrar a seleta lista do Livro das Celebrações.

Desde 2007 que o Iphan realiza o levantamento das referências culturais da Festa de Sant’Ana. Um efeito prático imediato, previsto Iphan, é a maior capacidade para elaborar projetos que visem a preservação da festa.

Entre as diretrizes estabelecidas durante o processo de registro, destaca-se a necessidade de implantação de ações que incentivem e garantam a transmissão dos saberes populares como a preparação do chouriço e o ofício do bordado; a adoção de um Programa de Educação Patrimonial em escolas da rede pública para difundir o conhecimento e potencializar a preservação do patrimônio cultural; e, por fim, a criação de um Memorial de Sant’Ana mais a elaboração de um roteiro histórico voltados para a divulgação dos principais monumentos da região. “É uma grande satisfação para a Igreja, e há todo um sentimento simbólico que nos enche de orgulho”, garante o bispo Dom Manuel Delson.

Além da Festa de Sant’Ana de Caicó, apenas outras duas manifestações populares religiosas, são registradas no Iphan como Patrimônio Cultural Imaterial do Brasil: o Círio de Nazaré, em Belém (PA), procissão realizada a partir de 1792; e a Festa do Divino Espírito Santo de Pirenópolis (GO), celebrada desde 1819 – o evento religioso da capital paraense foi pioneiro, está inscrito desde 2004 no Livro das Celebrações, enquanto a festa do município goiano  entrou na lista em abril de 2010.

Da Tribuna do Norte


1 Comentário

  1. Jota Alberto disse:

    Xerife, não podemos esquecer de um dos maiores ícones dessa caminhada – Padre, hoje já Monsenhor, Antenor Salvino de Araújo – que jamais mediu esforços para consagrar a Festa de Santana de Caicó como um dos principais eventos do Nordeste e a partir de agora do Brasil. É verdade, “O sabor da vitória depende da intensidade da luta”, como muito bem frisou um dia Prof. Laércio. Por tudo que fez ao longo desses muitos anos, muitas vezes sendo criticado por alguns mas, felizmente, compreendido e ajudado por muitos, quero resgistrar esse grandioso feito religioso, histórico e cultural, com crédito a quem de direito. Parabéns Padre Antenor!

    Bideco
    Brasília-DF

Deixe o seu comentário!

Twitter Facebook Instagram E-mail

  • 00
  • :
  • 00
  • :
  • 00
Terça, 19 de Novembro de 2019


Buscar no Blog



Fan Page. Curta!





Calendário

novembro 2019
D S T Q Q S S
« out    
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930