05/nov/2019

Dilma Rousseff se livrou da cadeia por um triz


Por Robson Pires, em

Edson Fachin negou um pedido da Polícia Federal para prender Dilma Rousseff, na operação deflagrada hoje para coletar provas de corrupção e lavagem, por parte de senadores do MDB, que teriam recebido da JBS mais de R$ 40 milhões para apoiar a reeleição da petista, em 2014.

A PF também queria a prisão temporária do ex-ministro Guido Mantega, do ministro do TCU Vital do Rêgo e dos ex-senadores Eunício Oliveira e Valdir Raupp.

A PF pediu a prisão sobre os “investigados com maior relevância” que, segundo as investigações, “atuaram na entrega e no recebimento em espécie das quantias ilícitas em benefício dos Senadores do PMDB”.

“A privação da liberdade de locomoção destes indivíduos é indispensável para a identificação de fontes de prova e obtenção de elementos de informação quanto à autoria e materialidade das infrações penais investigadas”, justificou a PF.

Fachin negou os pedidos por recomendação da PGR, para quem não havia evidências de que “em liberdade, os investigados possam atrapalhar a execução das medidas de busca e apreensão”.

“A pretensão de restrição da liberdade de locomoção dos investigados não se encontra provida da indicação de concretas condutas atentatórias às apurações que evidenciem a necessidade da medida extrema”, escreveu o ministro.

O Antagonista


Nenhum Comentário Até o Momento, Seja o Primeiro a Comentar!

Deixe o seu comentário!

Twitter Facebook Instagram E-mail

  • 00
  • :
  • 00
  • :
  • 00
Sexta, 15 de Novembro de 2019


Buscar no Blog



Fan Page. Curta!





Calendário

novembro 2019
D S T Q Q S S
« out    
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930