Penso, logo existo...

Deputados do PT protestam contra teto de gastos dos estados previsto em renegociação

Parlamentares do PT não recuaram da obstrução mesmo com o acordo para retirar do projeto de renegociação da dívida dos estados (PLP 257/16) o congelamento de salário de servidores por dois anos. Eles criticam o principal ponto de ajuste fiscal da proposta: o limite de gastos dos estados, que não poderá ser superior à inflação do ano anterior. O líder do PT, deputado Afonso Florence (BA), disse que a manutenção do teto de gastos vai resultar no congelamento de salários e de investimentos. “Retirar o congelamento de salários com o teto de gastos não muda nada. Vai ter redução de disponibilidade de recursos para o servidor. É uma armadilha política, nós não podemos aceitar”, disse. O deputado Henrique Fontana (PT-RS) disse que, caso o teto de gastos estivesse em vigor nos últimos dez anos, o investimento em educação pública seria a metade do investido até hoje.

Robson Pires

Brasileiro Radialista e Jornalista!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *