Penso, logo existo...

Chuvas com raios e trovoadas marcaram a madrugada da Natal (RN)

As chuvas acompanhadas de raios e trovões marcaram a madrugada desta terça-feira (31) na capital potiguar e algumas cidades do litoral. O volume acumulado entre as 7h da manhã de ontem e 7h de hoje, em Natal, foi de 60,4 milímetros (mm) conforme apurado pela Unidade de Meteorologia da Empresa de Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Norte (EMPARN). As chuvas foram ocasionadas pela atuação da Zona de Convergência Intertropical (ZCIT) sobre o estado, associadas a instabilidades oceânicas. Já as trovoadas e as descargas elétricas, de acordo com o chefe da Unidade, o meteorologista Gilmar Bristot, decorrem do excesso de umidade (provocado pelo aquecimento do oceano que no momento estão 2° acima do normal) que gera energia para formação de nuvens do tipo Cumulus-Nimbos. “As Cumulus-Nimbos são nuvens que contém no seu interior tem intensos movimentos verticais causados pelo vento e gotículas de água e às vezes presença de particular de gelo (granizo). Esse movimento interno produz eletricidade, carregando a nuvem e quando essa está carregada positivamente ou negativamente provoca a descarga em direção ao solo, essa descarga provoca um deslocamento intenso do ar, causando o estrondo (trovoada) ”, disse. Para os próximos dias a previsão é de céu nublado com pancadas de chuvas em todas as regiões do Estado. “Em abril começam as chuvas na região leste do RN e se essas condições se mantiveram possivelmente poderemos ter novamente a ocorrência de chuvas fortes acompanhadas de raios e trovoadas”, declarou. Balanço das chuvas As chuvas se concentraram nas regiões Agreste e Leste Potiguar, de ontem pra hoje, às 7h da manhã. Parnamirim (Leste), registrou 57 mm, Monte Alegre (Agreste) com 51,1 mm foram os municípios com maiores valores acumulados entre os 20 postos de monitoramento espalhados pelo estado. O boletim pluviométrico completo pode ser acessado no site da EMPARN (emparn.rn.gov.br), clicando no ícone azul, Chuvas Diárias ou na aba Meteorologia.

Robson Pires

Brasileiro Radialista e Jornalista!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *